O palco da partida entre Deportivo Cuenca e Fluminense na noite dessa quinta (20) pela Copa Sul-Americana será o Casablanca, casa da LDU, por atender o requisito mínimo de 20 mil pessoas em capacidade exigidos pela Conmebol nessa instância de torneio continental.

Leia mais: Técnico do Boca Juniors não classifica a expulsão de Dedé injusta
Nos pênaltis, Deportivo Cali supera LDU e avança na Sul-Americana

E, há quase 500 Km de distância dali, o Complexo Esportivo de Patamarca, local de treinos do Cuenca, que já premiou alguns sortudos com o betclic codigo promocional, foi alvo de um ataque diferente dos habituais protestos ou mesmo a visita de torcedores organizados e suas exigências de melhoria no desempenho.

No ano de 2016, em entrevista ao veículo de comunicação equatoriano Ondas Azuayas, o então presidente Galo Cárdenas afirmou ter encontrado em uma visita ao CT itens relacionados a magia negra como, por exemplo, um boneco de vudu.

Questionado se ele acreditava ou não na efetividade desse tipo de coisa, ele preferiu adotar uma postura mais cautelosa, se limitando a relatar o fato:

“Foram encontradas algumas coisas curiosas e que chamaram a nossa atenção. Pode ser que apareça um pássaro morto, sem cabeça, mas um boneco negro de vudu já é algo feito por alguém. Independentemente que se acredite ou não na Magia Negra, estava ali.”