SHARE
Foto: Getty Images

Uma era de muitos gols, declarações e situações polêmicas chega ao fim para os conhecedores do futebol argentino desde a década de 90 com uma declaração em formato de carta postada pelo agora ex-atacante Fernando Cavenaghi.

Leia mais: Após voltar para elite, América de Cali mira contratação de uruguaios
San josé próximo de anunciar ex-técnico de Jorge Wilstermann

Em um post feito por Fernando que foi divulgado pela rede social oficial do River Plate, ele informa que está abandonando os gramados:

“Hoje é um dia especial para mim. Mediante essa carta e um posterior vídeo, anuncio orgulhosamente o final da minha carreira desportiva. Estou realmente feliz e orgulhoso de ter realizado esse sonho de criança que me manteve vivo durante toda a infância. Nem no melhor dos sonhos imaginei viver tantas coisas emocionantes e especiais em minha vida, agradeço a Deus pela oportunidade que me deu de realizar isso e, na maioria do tempo, desfrutar.”

Foram muitas as camisetas vestidas pelo atacante de 33 anos (ao todo sete clubes em sete nacionalidades diferentes), porém é inegável o carinho especial que Cavenaghi nutre pelas suas raízes e pelo clube que o revelou para o futebol, o próprio River.

Tanto que, em sua carta de despedida, ele faz questão de citar um agradecimento especial ao torcedor riverista fazendo inclusive alusão a recuperação do clube após o rebaixamento de 2011:

“Obrigado, obrigado e mais uma vez obrigado a todos os torcedores millonarios. Muito orgulhoso de ser parte do Maior. Vocês se mostraram incondicionalmente fanáticos até mesmo nos piores momentos. Que lindo poder me aposentar e ver como o clube se encontra hoje. Sem dúvidas, um antes e depois da barbárie.”

Apesar de todo o sentimento relacionado ao River Plate, o término de sua carreira aconteceu distante da Argentina, tendo disputado a segunda metade de 2015/2016 e a primeira metade de 2016/2017 da temporada europeia pelo APOEL, do Chipre.