O duelo pelas oitavas de final da Copa Libertadores do Atlético Nacional não será somente contra o estreante em mata-mata Atlético Tucumán. Isso porque os números são bastante negativos quando enfrenta uma equipe argentina em território adversário nessa competição especificamente no mata-mata.

Leia mais: Ex-Fluminense elogia artilheiro do BR-2018 e alimenta expectativa no Al Nasr
“Vamos dar a vida no Brasil”, declara Valdivia após vitória

Foram cinco jogos feitos nessa tipo de situação e, em todas elas, o time de Medellín saiu de campo sem conseguir uma vitória.

O máximo obtido dentro desse ambiente foram os empates contra o Vélez Sarsfield em 2012 e diante do Huracán, há dois anos atrás, oportunidade em que o clube Verdolaga foi campeão do torneio. No mais, derrotas para o Racing em 1989, para o River Plate em 1995 e para o Rosario Central em 2016.

Se serve de alento ao torcedor do time colombiano, tradicionalmente o aproveitamento pensando em qualificação diante de clubes de Argentina é bastante positivo mesmo nunca vencendo como visitante. Em todas as eliminatórias citadas, apenas diante do Vélez o Atlético Nacional foi eliminado.