COMPARTILHE
Foto: AFP

Bicampeão da Copa América com a seleção do Chile nos últimos dois anos, o craque Alexis Sánchez falou sobre a evolução da La Roja e a geração de ouro que goza de muito prestígio dentro do país.

Leia Mais: Troca de tiros marca chegada de novo técnico em clube na Argentina
Jogadores do Newell’s Old Boys entram em greve por atrasos salariais

“Colocamos em nossa cabeça uma mentalidade vencedora na qual devemos perpetuar por muitos anos. Não sei se a próxima geração vai alcançar os êxitos que essa conquistou. Um dos meus receios é que o Chile fique muitos anos sem conquistar um título e acabe regredindo no futebol mundial”, afirmou em entrevista a revista oficial do Arsenal.

Em relação a fama do Chile sempre amarelar em momentos decisivos, Alexis Sánchez deixou claro que a Copa América foi fundamental para afastar esse fantasma.

“Antes jogávamos muito bem durante o torneio, mas no momento decisivo fracassávamos e isso nos prejudicou muito. Sempre que tinha uma seleção top em nossos caminhos às coisas não funcionavam dentro de campo. Agora, o panorama mudou e temos dois títulos continentais”.

Em 2017, além da China Cup no mês de janeiro, o Chile vai em busca do inédito título da Copa das Confederações, que acontece em junho, na Rússia.