SHARE
Foto: Facebook Grêmio

Há 21 anos, o Grêmio conquistava o título de Campeão Brasileiro de 1996. O time comandado por Luiz Felipe Scolari encarava a Portuguesa na final do torneio e após perder o jogo de ida por 2 a 0, devolveu o placar no Olímpico e levantou o troféu pela terceira vez na história.

Leia Mais: Comandante de veterano goleiro argentino é demitido após quatro rodadas
Com apenas três partidas pelo Tijuana, Iturbe já vira alvo de polêmica

Desde então, o Tricolor passou por altos e baixos no torneio. Em 2004, após uma série de lambanças ao longo do ano, acabou rebaixado para a Segunda Divisão nacional.

Apesar de sempre figurar a parte de cima da classificação, o Grêmio disputou apenas uma vez o título Brasileiro na era dos pontos corridos. Em 2008, após liderar boa parte do torneio, foi ultrapassado pelo São Paulo e ficou com o vice-campeonato.

Nesta temporada o time que começou o ano “desacreditado” e eliminado de forma vexatória para o esforçado Novo Hamburgo no Gaúchão, mostrou sua força no Brasileirão e é considerado uma das ameaças ao líder Corinthians.

Mesmo com essa possibilidade de lutar por um troféu, elenco e comissão técnica não parecem muito animados com essa conquista, já que a cada tropeço no torneio, exaltam a permanência na Libertadores.

Mas será que de fato o Grêmio precisa ter essa obsessão pelo torneio continental? Uma competição de mata-mata sempre é traiçoeira e uma noite infeliz pode colocar tudo a perder.

Não seria a hora da diretoria conversar com Renato Gaúcho e jogadores para pedir mais raça nos jogos do Campeonato Brasileiro? Depois de 23 rodadas, o “imbatível” Corinthians começa a demonstrar sinais de fraqueza, mas ainda permanece “tranquilo” pelo fato do seu concorrente direto estar sonhando com a Libertadores.

Caso tivesse aproveitado as quatro últimas rodadas onde o líder Corinthians fraquejou, a vantagem que hoje é de sete pontos a favor do Alvinegro, seria dois a favor do Tricolor.

O próximo jogo do Tricolor Gaúcho no Brasileirão é no domingo contra a Chapecoense, que ocupa a zona de rebaixamento. Será que o elenco e comissão terão alguma desculpa na manga para justificar um novo tropeço ou irão mostrar sua força e entrar de fato na disputa pelo título nacional? Vamos aguardar.

  • O GREMIO SERÁ ELIMINADO DA LIBERTADORES PELO BOTAFOGO E CORRE SERIO RISCO DE FICAR FORA DO G-6 POIS SEM PEDRO ROCHA E LUAN É UM TIME MEDIOCRE QUE APENAS CORRE ATRAS DA BOLA !!!