COMPARTILHAR
analise-fl-cresce-a-diferenca-de-qualidade-entre-fifa-e-pes-na-edicao-2019-Futebol-Latino-11-10
Foto: Arte Divulgação/EA Sports e Divulgação/Konami

Futebol Latino marcou presença no primeiro dia da realização na cidade de São Paulo da Brasil Game Show, considerada hoje a maior feira de games realizada em solo brasileiro, e que terá duração até o próximo domingo (14).

Leia mais: Atacante do Boca projeta final da Libertadores contra o River: “Um sonho”
Técnico sérvio reclama de “valores perdidos” de jogadores mexicanos

Em meio a diversas atrações de novos jogos e sequências esperadas, fizemos uma análise do Pro Evolution Soccer (PES) 2019 e do FIFA 2019, objetos mais próximos da nossa realidade. E o que foi possível ver é uma questão que já era notável desde 2017 em algo que pode se classificar como uma “transição de liderança” no aspecto da qualidade.

Nos acostumamos em considerar não só em popularidade como gosto de grande parcela dos gamers que o FIFA tinha uma mecânica e qualidade gráfica que sempre lhe favoreceu muito mais do que o PES. Algo que já teve boas mudanças em 2017 e que, hoje, se mostra de maneira bastante latente.

A movimentação do Pro Evolution se mostra com uma fluidez bastante agradável, com uma física também em relação a como a bola se comporta nos diferentes níveis de força que torna atitudes semelhantes com resultados plenamente imprevisíveis. Algo que, em uma partida de futebol no mundo real, é algo muito comum.

Vemos isso com uma frequência menor na atual edição do FIFA, demonstrando que determinados “glitchs” e macetes funcionam de maneira mais constante.

Porém, “nem tudo são flores” para o PES e também aspectos negativos para o FIFA. Enquanto é até certo ponto decepcionante a falta de licenciamento de diversos clubes importantes no cenário mundial para o jogo da Konami, os novos modos de jogos existentes no produto da Electronic Arts Sports trazem um nível de diversão bastante interessante.