antes-cogitado-para-sair-malcom-pode-se-naturalizar-russo-Futebol-Latino-12-08
Foto: Divulgação

Se existe uma pessoa que tem vivido dias de emoções inversamente opostas nas última semanas, esse tem sido o atacante brasileiro Malcom.

Leia mais: De saída do Monaco, Falcao García aparece em foto com dirigente de novo clube
Irmãos Romero surpreendem diretoria e comissão do San Lorenzo com pedido especial

Isso porque, se anteriormente se falava na chance do jogador recém-contratado pelo Zenit (Rússia) acabar deixando o clube em função do episódio de racismo que enfrentou com faixas e cartas vindas de parte da própria torcida, agora o tema associado ao seu nome é algo digno de felicidade.

O periódico local Sport24 teve a oportunidade de falar com o atleta revelado na base do Corinthians e com passagem por Bordeaux (França) e Barcelona (Espanha) onde ele disse que a possibilidade de se naturalizar russo, podendo assim defender a seleção local, não é algo que ele descarte:

“Não sei, tudo pode acontecer. Se o Brasil não me convocar e a Rússia demonstrar interesse, tudo pode acontecer.”

Em relação a informação sobre possível saída, ele foi taxativo ao expressar o desejo de permanecer na equipe de São Petersburgo:

“Eu quero ficar no Zenit. Cumprir meu contrato, fazer história. O que eles falam no Brasil é uma mentira. Estou feliz no Zenit, esse é um momento importante para mim. Como disse, quero fazer história aqui.”