SHARE
(Foto: MEXSPORT/Isaac Ortiz)

*Por Rodrigo Sturaro

Após o fracasso na Copa do México e a campanha irregular na Liga MX, o técnico Tomás Boy não aguentou e entregou o seu cargo para a diretoria do Cruz Azul, que aceitou prontamente a decisão. A derrota para o Puebla por 2 a 1, no último sábado (22), em pleno Estádio Azul foi o último ato de Boy pela equipe cementera.

Leia mais: Quique Flores toma decisão sobre futuro de Caicedo após expulsão contra o Eibar

D’Alessandro faz golaço em treino do River Plate

“Após o término da partida, ele se despediu de todos os jogadores. Nós da diretoria estamos de acordo com a decisão e a partir de agora a equipe se comandanda interinamente pelo Joaquín Moreno”, disse Eduardo de la Torre, diretor do Cruz Azul.

Boy deixa o clube após fazer um dos piores trabalhos da sua carreira. Apesar dos investimentos feitos para essa temporada, o Cruz Azul está praticamente sem chance de terminar entre os oito primeiros e garantir uma vaga para as quartas de final da Liga MX. Faltando três rodadas para o término da primeira fase, La Maquina ocupa a 13ª colocação com 16 pontos, cinco a menos que o León atual oitavo colocado.

Alguns nomes estão sendo especulados para o cargo, casos de Luis Zubeldía, José Saturnino Cardozo e Ignacio Ambriz, este último com alto indíce de rejeição por parte do torcedor do Cruz Azul.

SHARE
A redação do site pioneiro em informações detalhadas a respeito do futebol na América Latina trabalha sempre para unir qualidade e dinamismo a um conceito moderno de jornalismo esportivo.