COMPARTILHAR
(Foto: Arquivo Pessoal)

*Por Rodrigo Sturaro

Revelado pelas categorias de base do Corinthians, onde atuou com os meias Willian, Lulinha e Fagner, o meia Anderson Silva encerrou sua carreira aos 27 anos após disputar a última temporada pelo Leganés, da Espanha.

A decisão aconteceu quando Anderson percebeu que algumas lesões estava atrapalhando seu bom rendimento nos gramados. Diante deste cenário, o ex-jogador se preparou para se transformar em um empresário importante no mundo do futebol.

“Decidi parar a partir do momento que percebi que fisicamente eu não estava atingido o nível que queria. Aliado a isso percebi que tinha capacidade para se tornar empresário quando fiz a primeira intermediação, que foi a do William Camargo”, disse Anderson, se referindo ao jovem jogador do São Paulo que foi negociado com o Leganés por 400 mil euros.

Andy Silva, como também é conhecido na Espanha, tem um excelente relacionamento com Paco de Gracia, um dos agentes mais influentes da Europa. Foi Paco quem levou Casemiro. William José e Danilo para o Real Madrid, além de grandes outros nomes que já defenderam a camisa merengue.

“A minha ligação com o Paco de Gracia começou quando eu estava atuando pelo Leganés. Um conhecido nos apresentou e falei para ele desta transição de ex-jogador para empresário e como ele precisava de uma pessoa de confiança começamos a trabalhar juntos. Serei representante do Paco aqui no Brasil”, disse o empresário brasileiro, que também citou alguns jogadores que estão sob o seu agenciamento.

“Temos três jogadores em vista. Um deles é o Luan, do Grêmio, onde apresentamos uma proposta para o clube gaúcho, mas ela não foi aceita. Tenho mais dois jogadores que estamos negociando e nos próximos dias acredito que teremos um desfecho positivo, sendo um do Santos e outro do Corinthians”, revelou o agente, que no futebol brasileiro também atuou por Noroeste, União Barbarense, Vitória e Ponte Preta, antes de jogador na Espanha.

A empresa AMS10 Sports, que pertence a Anderson Silva, fechou uma parceria com a Top Team Sports, que pertencem aos empresários Aldo Ferreira e Janderson Espíndola. A intenção desta parceria é aumentar a observação de jogadores com potencial de venda para o futebol europeu ainda nesta janela de transferências.