SHARE
Foto: AFP

Na inauguração do estádio Luzhniki, em Moscou, a Rússia recebeu a Argentina e foi derrota por 1 a 0. O gol do triunfo albiceleste aconteceu na reta final da segunda etapa com Kun Aguero.

Leia Mais: Saiba o que Peru e Honduras precisam fazer para garantir uma vaga na Copa do Mundo
Marcelo Gallardo pretende permanecer no River Plate em 2018

Na próxima terça-feira, a Argentina volta a campo para enfrentar a Nigéria. Enquanto a Rússia mede forças com a Espanha.

O confronto

Desde o começo a Argentina dominou o confronto. Sempre na busca por Messi, a albiceleste trocava passes no campo do adversário e obrigava Akinfeev a trabalhar.

A primeira chance foi com Di Maria. Lionel Messi arrancou com a bola, tocou para o companheiro de time que bateu cruzado, o goleiro russo defendeu com o pé e no rebote Aguero se atrapalhou na hora de empurrar para o gol.

Por falar em Kun Aguero, o atacante do Manchester City era o que levava mais perigo no ataque. Em duas chances, ele fez o goleiro pegar finalizações difíceis. A mais clara foi após cruzamento de Otamendi, que o camisa 9 pegou de voleio e Akinfeev salvou com a mão direita.

No segundo tempo o panorama do time continuou o mesmo. Até Lionel Messi desperdiçou uma grande chance. O camisa 10 recebeu livre na grande área, tocou por cima do goleiro e o zagueiro salvou em cima da linha.

Já a Rússia pouco atacava. Com dificuldades para sair da marcação albiceleste, os donos da casa arriscavam em chutes de fora da área e quase abriram o placar com Glushakov, que bateu forte e tirou tinta da trave de Romero.

Susto tomado, a Argentina continuou no campo de ataque e tentava de todas as maneiras furar o bloqueio russo. Quando conseguia, pecava na hora da conclusão.

O gol do alívio argentino saiu aos 40 minutos da segunda etapa. Pavón recebeu em profundidade, cruzou para Aguero, que chutou a primeira em cima do zagueiro e no rebote mandou para o fundo das redes, 1 a 0.