Foto: Divulgação

No jogo que encerrou o Sul-Americano Sub-17, o Equador massacrou a Argentina por 4 a 1 e ficou com uma vaga no Mundial da categoria. A Tri chegou aos cinco pontos, mesmo desempenho que o Peru, mas com vantagem no número de gols marcados (7 a 6). Enquanto isso, a albiceleste ficou com 10 pontos e a taça da competição.

Leia Mais: Paraguai arranca empate com o Chile e garante vaga na Copa do Mundo Sub-17
Peru bate Uruguai e se aproxima do Mundial Sub-17

O confronto

A etapa inicial foi marcada por muita transpiração e pouca inspiração. A única chance mais clara da partida veio com o Equador. Mina, principal jogador da Tri, achou Valencia, que entrou na grande área e bateu em cima do goleiro.

No segundo tempo a história foi completamente diferente. Pablo Aimar colocou o time no ataque e foi recompensado aos quatro minutos. Em bela trama da albiceleste, Palacios saiu na cara de López e tocou por cima do goleiro, 1 a 0.

A partir daí foi um verdadeiro massacre equatoriano. Com a necessidade de marcar quatro gols para ficar com a vaga no Mundial, a Tri se lançou ao ataque e empatou com Mina. Após pênalti assinalado pela arbitragem, o camisa 10 bateu firme no meio do gol, 1 a 1.

A virada quase veio pouco depois com o próprio Mina. O armador recebeu livre na grande área, pegou de primeira e viu Losas praticar ótima defesa.

Avassalador, o Equador alcançou a virada através de Jonh Mercado. O terceiro veio em lance bizarro. Losas foi lançar, mas o chute pegou em Mina. O goleiro argentino tentou alcançar a bola, mas não teve jeito, 3 a 1.

O que parecia impossível aconteceu aos 32 minutos. A zaga albiceleste afastou o lançamento errado, não deu combate para recuperar e viu Mina tocar de cabeça para Adrián Mejía, que dominou e acertou um lindo chute no ângulo, 4 a 1.