atacante-ex-sao-paulo-e-vasco-esta-a-um-ponto-de-feito-inedito-na-asia-Futebol-Latino-21-05
Foto: Divulgação

Ao chegar no Daegu, da Coreia do Sul, o atacante brasileiro Edgar fazia parte de um projeto a longo prazo onde incluía o também brasileiro André Gaspar, primeiro técnico estrangeiro a dirigir uma equipe da elite no país e que segue no comando da equipe. E, aos poucos, esse projeto vai tomando corpo.

Leia mais: Atacante chora ao marcar gol que eliminou time de seu pai na Venezuela
Reinaldo Rueda dá declaração surpreendente sobre o Chile na Copa América

Quando chegou, em 2018, logo conquistou alguns feitos importantes com a equipe. Primeiro, o título inédito da Copa da Coreia, marcando gols tanto no jogo de ida, como na volta da final. A taça garantiu vaga na Liga dos Campeões da Ásia pela primeira vez na história do Daegu, que completa 17 anos de fundação em 2019. Depois, ajudou a deixar sua equipe na sétima posição da liga coreana, melhor classificação do clube na competição em todos os tempos.

E nesta quarta-feira (22), Edgar pode auxiliar o Daegu a alcançar as oitavas de final da Liga dos Campeões da Ásia, deixando para trás o forte Guangzhou Evergrande, time chinês que conta com o brasileiro Paulinho, ex-Barcelona. As equipes se enfrentam às 7 h (horário de Brasília) em Guangzhou no Tinhe Stadium pela sexta e última rodada da fase de grupos da competição.

Por estar no segundo lugar com nove pontos, dois a mais que o próprio Guangzhou, terceiro colocado, o Daegu joga por um empate para garantir vaga e logo eliminar o poderoso time chinês, bicampeão do torneio (2013 e 2015). Mediante esse cenário, Edgar falou sobre a importância do jogo para a cidade sul-coreana onde vive:

“Vem sendo tratado com extrema importância para todos aqui. Nós do clube e os torcedores também, que nunca viram o Daegu na Liga dos Campeões e logo na primeira participação temos essa oportunidade de marcar o nome na história. É difícil um time estreante chegar e se classificar para as oitavas, ainda mais num grupo difícil como o nosso. O Hiroshima (Japão) é um time de destaque na Ásia e impõe muita dificuldade. O Melbourne (Austrália) tem alguns jogadores de qualidade. Sem falar no Guangzhou, duas vezes campeão, todos no Brasil conhecem. Então vai ser um grande jogo.”

No primeiro turno da fase de grupos os times se enfrentaram em Daegu em uma noite para ser lembrada pelos torcedores. Vitória por 3 a 1, com Edgar abrindo o caminho para o triunfo com dois gols no primeiro tempo. Anderson Talisca diminuiu na etapa final, mas Kim Dae-Won garantiu os três prontos para os sul-coreanos. O brasileiro revelado no Joinville e com passagem no Brasil por equipes como Vasco e São Paulo lembra com carinho da partida.

“Foi uma festa muito grande. Já tínhamos estreado com vitória (fora de casa sobre o Melbourne), então vencer as duas primeiras partidas foi um passo importante para passar de fase. Quando o juiz apitou o fim de jogo eu lembro da celebração da torcida, que ficou muito feliz, pois todos sabíamos que estávamos enfrentando um time bicampeão e que é visto como favorito ao título. Vencê-los foi uma prova de que podemos ir longe. Esperamos conseguir repetir esse feito nesta quarta”, finalizou Edgar.