analise-fl-beto-da-silva-bom-custo-beneficio-gremio-Futebol-Latino-20-01
Foto: Divulgação/Twitter

No apagar das luzes do mercado de transferências, o atacante Beto da Silva fechou com o Deportivo La Coruña, da Espanha e espera reviver os bons momentos dentro das quatro linhas, algo que se tornou raro nos últimos tempos.

Leia Mais: Alfredo Arias é anunciado como técnico de clube uruguaio
Em primeiro ano na Europa, Paulinho admite dificuldade de adaptação

Animado com a possibilidade de brilhar no Velho Continente, o centroavante concedeu entrevista ao programa ‘Voces Del Fútbol’, da Rádio Festa e fez uma análise da sua carreira. Sem papas na língua, o peruano declarou que o seu maior erro foi ter deixar a Holanda e regressado a América do Sul.

“Era muito jovem e deixei o meu sonho na Holanda, sem a maturidade necessária, para voltar a América. De todo modo, não me arrependo de ter jogado pelo Grêmio”, afirmou.

No Tricolor Gaúcho, Beto da Silva não explodiu como gostaria, mas fez parte do elenco que venceu a Libertadores da América pela terceira vez em sua história.

“Assim como em todos os clubes, eu aprendi muito no Grêmio, mas infelizmente não explodi como deveria. Sou consciente que preciso evoluir e atingir o meu máximo o quanto antes, pois tenho o sonho de vestir a camisa da seleção”, declarou o centroavante.

Paolo Guerrero

Grande nome da seleção peruana e atualmente no Internacional, Guerrero também foi lembrado por Beto da Silva e o colocou no patamar de ídolo do futebol local.

“É um ídolo da nossa história. O meu sonho é, assim como ele, ter status dentro da seleção e alcançar inúmeros feitos positivos”, finalizou.