COMPARTILHE
Foto: Facebook Atlético Nacional

Na manhã deste domingo, o Atlético Nacional bateu o América do México na cobrança de pênaltis e ficou com o terceiro lugar no Mundial de Clubes. Apesar de amenizar a surpreendente eliminação para o Kashima Antlers, o time colombiano deixa o Japão com a marca de time sul-americano com a pior campanha na história do torneio.

Leia Mais: Atlético Nacional supera trauma e garante 3º lugar no Mundial de Clubes
Reserva no time de Zidane, James fala sobre seu futuro no Real Madrid

Desde 2005 quando o Mundial de Clubes ganhou esse formato, a campanha sul-americana com menos sucesso foi a do Atlético-MG em 2013, quando o Galo perdeu do Raja Casablanca por 3 a 1 na semifinal e na disputa do terceiro lugar venceu o Guangzhou Evergrande, da China por 3 a 2.

Nesta edição, o Atlético Nacional desembarcou na Ásia empolgado com o título da Libertadores e por chegar na reta final do Campeonato Colombiano, Copa da Colômbia e Copa Sul-Americana. Mesmo com um elenco forte, o time de Reinaldo Rueda sucumbiu no momento decisivo e saiu da competição sem vencer nenhuma partida no tempo normal, com cinco gols sofridos e apenas dois marcados.

Futuro Indefinido

Agora, o time Verdolaga deve sofrer uma grande mudança no elenco. O técnico Reinaldo Rueda ainda não sabe se o contrato será renovado e alguns atletas pode deixar o clube. Apesar da fraca campanha no torneio internacional, a hinchada colombiana encerra o ano satisfeita com os títulos e a demonstração de garra e força de vontade do elenco em 2016.