COMPARTILHE
Foto: AFP

*Alex Dias de Souza

Neste domingo, sem mostrar desânimo com a vexatória derrota diante do clube japonês Kashima Antlers, o Atlético Nacional, jogou bem e conquistou o terceiro lugar do Mundial de Clubes da FIFA.

Leia mais: Atlético Nacional é o terceiro sul-americano a cair na semi do Mundial

Relembre as participações do América do México no Mundial de Clubes

No Estádio Internacional de Yokohama no Japão, o time colombiano empatou por 2 a 2 com o América no tempo normal e derrotou o clube mexicano nos pênaltis em um jogo eletrizante.

Em sua maioria, os torcedores do Atlético Nacional mostraram toda sua empolgação. Mesmo com desejo de estar na decisão, o apoio da torcida permitiu que o venezuelano Guerra e companhia recuperassem um pouco da moral no Japão.

O América-MEX, pressionado desde o início, viu o Atlético Nacional abrir 2 a 0 no placar. Com uma reação heroica os mexicanos igualaram o marcador e levaram o jogo para as penalidades, mas mesmo assim foram derrotados.

O jogo

Logo aos 5 minutos, Uribe fez bom lançamento para Berrío na entrada da área, Samudio ao tentar cortar tocou contra o próprio gol e abriu o placar para o Atlético Nacional.

Aos 26 minutos, após boa jogada, Berrío tabelou com Macnelly Torres e cruzou rasteiro para Guerra chutar de primeira e mandar por cima do goleiro Muñoz para fazer 2 a 0.

Mesmo criando boas chances de gols, o placar fez o Atlético se acomodar e o América reagir. Aos 38 minutos o time mexicano chegou ao seu gol. Sambueza abriu a jogada com Samudio, que cruzou rasteiro para Arroyo, que dominou e chutou forte para diminuir para 2 a 1.

Segundo tempo

Na etapa final o Atlético Nacional continuou melhor, aos 16 minutos Berrío fez boa jogada, tocou para Guerra, que deu belo drible, fez uma graça e tentou encobrir Muñoz, mas mandou por cima do gol.

O preciosismo custou caro, no minuto seguinte, o Atlético sofreu um contra-ataque, após um cruzamento, Díaz deu um tranco em Samudio na disputa pelo alto, o lance continuou, Oribe Peralta chutou bloqueado, e o árbitro apitou o pênalti. Depois de muitos protestos, aos 20 minutos Oribe Peralta cobrou e empatou o jogo no Japão.

Nas cobranças de pênaltis, o Atlético Nacional venceu por 4 a 3 após o atacante Borja marcar o último gol.

  • Ernesto Antunes

    O Atletico Nacional pelo que fez, merecia subir ao pódio.

  • Arthur Neto

    Todo mundo estava torcendo para o Nacional, mas o problema é que esquecemos que o futebol sul-americano está em decadência, passando vergonha mundo afora, principalmente clubes brasileiros e argentinos. Nem na final estamos conseguindo chegar, é absurdamente vergonhoso isso.