Foto: Divulgação

Em jogo movimentado no Uruguai, o Barcelona de Guayaquil derrotou o Defensor por 2 a 1. O resultado deixa o time equatoriano a um empate da próxima fase. Já o clube uruguaio tem que vencer por dois gols de diferença. O duelo da volta acontece no dia 12 de fevereiro, em Guayaquil.

Leia Mais: Delfín e Caracas, em tempos distintos, terminam igualados no Equador

O confronto

O equilíbrio prevaleceu desde o início da partida. As duas equipes disputavam todas as bolas no meio-campo e as defesas prevaleciam em cima dos ataques. A prova é que o primeiro lance só veio na casa dos 18 minutos. O Barcelona desceu pela esquerda, a defesa afastou de maneira errada e a bola sobrou para Beder Caicedo, que dominou, mas chutou com muita força e mandou para fora.

Visivelmente sem ritmo de jogo, o Defensor pouco apresentava quando tinha a posse de bola e era uma presa fácil a zaga equatoriana.

Na reta final da primeira etapa, o Barcelona voltou a apertar e criou duas oportunidades através de chutes de fora da área. No primeiro, Alemán encheu o pé e Rodríguez pegou em dois tempos. Na sequência, Marcos Caicedo chutou, a bola quicou em cima do goleiro e Rodríguez conseguiu espalmar para fora.

No segundo tempo o jogo começou aberto. Na velocidade, o Barcelona quase abriu o marcador com Caicedo, que driblou o zagueiro na grande área e bateu por cima do gol. O Defensor teve a primeira chance clara em lance bizarro. Laquintana fez jogada pela esquerda e cruzou rasteiro. O goleiro bateu roupa e a bola ficou limpa para González. O meia soltou a bomba da entrada da pequena área e mandou para a lateral.

Com mais espaço para descer, o time equatoriano usava e abusava na velocidade, porém, o maior problema era na finalização. Tanto Oscar Estupiñan, como Esterilla tiveram chances na grande área e chutaram por cima.

De tanto insistir, o gol do Barcelona finalmente saiu. Caicedo fez fumaça pela esquerda e cruzou na medida para Esterilla, sozinho, cabecear e furar o bloqueio uruguaio, 1 a 0.

No contra-ataque, o time equatoriano por muito pouco não ampliou. Alemán avançou com a bola e deixou Estupiñan na cara do goleiro. Mas Rodríguez defendeu o chute do camisa 9 e mandou para escanteio.

Quando tudo parecia decidido, o Defensor conseguiu o gol de empate. Após ganhar uma bola no meio-campo, Navarro ajeitou, aproveitou o quique da bola e bateu por cobertura. Frascarelli até tentou voltar a tempo, mas não conseguiu, 1 a 1.

Nos acréscimos do jogo, a zaga do Defensor saiu jogando errado, Estupiñan roubou a bola e cruzou para Arreaga. O Xerife dominou na pequena área e marcou a favor do Barcelona, 2 a 1.