COMPARTILHAR

É verdade que o meia colombiano James Rodríguez tem contribuído bastante para os desempenhos do Bayern de Munique, principalmente depois de o treinador Jupp Heynckes reassumir o clube.

Leia mais: Retorno de defensor do Sport auxilia equipe a diminuir gols sofridos
Cinco jogos movimentaram os estaduais do Nordeste na quarta-feira

No entanto, parece que as suas apresentações não tem sido vistosas o suficiente para não deixar dúvidas a diretoria do clube alemão de que é bom negócio exercer o direito de compra junto ao Real Madrid, detentor de seu passe.

De acordo com o que declarou o presidente do clube, Karl-Heinz Rummenigge, em entrevista a TV oficial do Bayern, ele avalia como alta a quantia a ser investida, mas diz que a avaliação seguirá em curso e que nenhum veredito será estabelecido ainda na atual temporada.

“Ele está por empréstimo para o Bayern e, então, teremos a opção de comprá-lo por 41 milhões de euros (R$ 165,1), se não me engano. É claro que é muito dinheiro, mesmo vendo as situações malucas que aconteceram durante a última janela de transferências. Vamos aguardar, ver o que acontece e decidir o que fazer. Entretanto, isso não vai acontecer em 2018 porque ainda temos muito tempo para decidir e a opção de compra não vai expirar”, afirmou o mandatário da equipe europeia.

No momento, Rummenigge demonstrou que tem ficado muito feliz com a evolução do atleta e ratificou a questão do crescimento de desempenho de James com a chegada de Heynckes:

“Foi ideia do Ancelotti e eu acho que foi uma ótima ideia. Tem se desenvolvido muito bem, principalmente sob o comando de Heynckes. Ele se tornou um jogador muito importante para nós. É tecnicamente muito bom com um chute maravilhoso e ótimas cobranças de falta como vimos recentemente em Leverkusen.”