COMPARTILHAR
jornalista-argentino-detona-alianza-lima-fraquissimo-Futebol-Latino-02-03
Foto: Luka Gonzales/AFP

A La Bombonera vai tremer nesta quarta-feira. A partir das 21h30 (horário de Brasília), o Boca Juniors decide a sua vida na Libertadores e diante do Alianza Lima, tenta evitar um dos maiores vexames da história Xeneize.

Leia Mais: Incomodado com rebaixamento, Calleri não vai continuar no Las Palmas

Após cinco rodadas, o Boca acumula seis pontos, um a menos que o vice-líder Junior Barranquilla. Para avançar, o time comandado por Guillermo Barros Schelotto precisa vencer e torcer por um tropeço dos colombianos contra o Palmeiras, em São Paulo.

Dentro do elenco a confiança para a classificação é gigantesca. Carlitos Tévez, um dos grandes ídolos da torcida, aposta que o Verdão tire pontos do Barranquilla por conta do objetivo de ser o melhor time da primeira fase.

Do outro lado está o Alianza Lima. Eliminado do torneio continental, a equipe peruana chega em baixa para o confronto na temida La Bombonera. Com um péssimo momento na temporada, a tendência é que o time jogue apenas pela honra e tente dificultar a vida do Boca Juniors.

Empate no primeiro jogo

Boca Juniors e Alianza Lima se enfrentaram na abertura da fase de grupos. No Peru, o time da casa segurou a pressão argentina, que meteu duas bolas na trave e empatou sem gols.