SHARE
Bolívia-Chile-Eliminatórias-Futebol-Latino-05-09
Foto: Arte Futebol Latino

O jogo esteve longe de ser um exemplo de técnica, mas premiou quem mais buscou o gol o tempo todo. Diante do Chile em La Paz, a seleção da Bolívia conseguiu sair com a vitória por 1 a 0 e deixou a Roja dependendo de outros resultados para não ficar em situação incômoda nas Eliminatórias.

Leia mais: Goleiro do Bahia prevê jogo aberto contra Atlético-GO
Nicolás Tagliafico, do Independiente, pode se transferir para a Turquia

Seja com receio dos visitantes usar todo o gás na primeira parte do duelo ou mesmo por uma dedicação superior dos donos da casa, fato é que a Bolívia teve uma boa porção de domínio territorial e de ações nos 30 primeiros minutos.

A exploração das laterais chilenas foi a arma constantemente usada pela La Verde, não a toa os momentos de maior perigo dos comandados de Mauricio Soria vieram justamente pelo alto. Em uma delas, o centroavante Marcelo Moreno cabeceou com muito perigo a meta do arqueiro Claudio Bravo.

Apesar de não ser uma verdadeira “blitz” do time anfitrião, tampouco deu oportunidades atrás nesse trecho do embate para que o sistema ofensivo do Chile conseguisse criar problemas mais sérios a sua defesa.

Por parte da equipe de Juan Antonio Pizzi, as coisas melhoraram um pouco a partir do momento em que Alexis Sánchez e Arturo Vidal passaram a ter uma movimentação mais solta. Tanto é que, aos 39, a Roja criou um perigosíssimo lance claro que só não se converteu em gol porque, na finalização, Vidal acabou pegando mal na bola com o pé esquerdo passando a esquerda de Carlos Lampe.

No segundo tempo, o panorama retornou ao cenário dos minutos iniciais do duelo, mas com a diferença de que, aos 12, o volante Marcelo Díaz cometeu pênalti ao tocar com a mão na bola. Na cobrança, Arce chutou forte, sem qualquer possibilidade de defesa para Bravo.

Muitas modificações foram feitas por Pizzi na etapa complementar e, até mesmo pela necessidade, a ofensividade chilena ganhou um pouco mais de corpo. Porém, nada substancial ou mesmo suficiente para causar grande problemas ao gol de Lampe.

Nos minutos finais, a Bolívia acabou ainda ficando com um jogador a menos com a expulsão de Chumacero restando ainda mais quatro minutos de acréscimo. Entretanto, nem isso alterou o resultado final de triunfo dos bolivianos.

FICHA TÉCNICA

BOLÍVIA 1 X 0 CHILE
Local: Estádio Hernando Siles, La Paz (Bolívia)
Data-Hora: 5/9/2017 – 17h
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Auxiliares: Alexander Guzmán (COL) e Cristian de la Cruz (COL)
Cartões amarelos: Jhasmani Campos, Alejandro Chumacero e Leonel Justiniano (BOL), Jean Beausejour e Alexis Sánchez (CHI)
Cartões vermelhos: Alejandro Chumacero (BOL)
Gols: Juan Carlos Arce (13’/2°T)

BOLÍVIA: Carlos Lampe; Diego Bejarano, Edward Zenteno, Ronald Raldes e Jorge Flores; Leonel Justiniano, Juan Valverde (Jordy Candia, aos 27’/2°T) e Juan Carlos Arce, Jhasmani Campos (Alejandro Chumacero, aos 20’/2°T) e Pablo Escobar (Gilbert Álvarez, no intervalo); Marcelo Moreno. Técnico: Mauricio Soria.

CHILE: Claudio Bravo; Mauricio Isla, Gary Medel, Paulo Díaz e Jean Beausejour; Pablo Hernández, Marcelo Díaz (Jorge Valdívia, aos 19’/2°T), Francisco Silva e Arturo Vidal (Leonardo Valencia, aos 34’/2°T); Alexis Sánchez e Eduardo Vargas (Esteban Paredes, aos 17’/2°T). Técnico: Juan Antonio Pizzi.