Foto: Divulgação/AFA

A Argentina está no Hexagonal do Sul-Americano Sub-17. De maneira épica, a albieleste derrotou o Brasil por 3 a 0 e ficou com a última vaga do grupo B. As duas seleções ficaram com 7 pontos, mas os argentinos levam a melhor no saldo de gols.

Leia Mais: Paraguai derrota a Colômbia e torce para o Brasil derrotar a Argentina no Sub-17
Peñarol e Nacional vencem na abertura da 7ª rodada do Uruguaio; Confira os resultados
O duelo

Com a necessidade de buscar pelo menos três gols, a Argentina pisou no acelerador desde o início e logo no primeiro minuto criou excelente oportunidade com Godoy, que recebeu na grande área e assustou.

Melhor em campo, a albiceleste conseguia criar quando tinha a posse de bola e perdeu um gol incrível com Godoy. Palacios recebeu na lateral da área e cruzou na medida para o camisa 9 entrar de carrinho e mandar pela linha de fundo.

Em ritmo mais lento, o Brasil pouco chegava no ataque e quando furava a marcação adversária, o goleiro Ríos aparecia.

Aos 35 a Argentina abriu o placar. Renan deu encontrão em Zeballos e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Godoy chutou firme e balançou a rede.

Na etapa final o selecionado argentino permaneceu do mesmo jeito e o Brasil se complicou logo aos 4 minutos. Após cometer falta no meio de campo, Diego Rosa levou o segundo amarelo e foi expulso.

Em vantagem no placar e numérica de jogadores, a Argentina pressionou e achou o segundo gol. Palacios soltou a bomba e surpreendeu o goleiro Gabriel, que demorou a cair.

Na busca pelo gol da classificação, a albiceleste se lançou ao ataque e aproveitava o desespero do Brasil. A cada descida argentina era um lance de perigo criado e o arqueiro brasileiro aparecia com frequência para segurar a classificação.

Nos minutos finais a Argentina criou duas ótimas chances para o gol da classificação. Na primeira, Sforza levantou e Amione, dentro da pequena área, mandou na trave. Pouco depois, em novo levantamento, Gabriel saiu errado e Godoy, sozinho, chutou para Henri tirar em cima da linha. Na sobra, a zaga afastou.

Nos acréscimos não teve jeito. No cruzamento da esquerda, Gabriel errou o tempo de bola, Godoy deu um tapa para dentro da área e Amione não desperdiçou.