Libertadores Futebol Latino 26-04
Foto: Divulgação

*Por Vinicius Fernandes

Com a definição dos classificados às quartas de final da Copa Libertadores da América de 2019, todos os brasileiros que seguem na briga pelo título estão do mesmo lado da chave.

Leia mais: Conmebol impõe gancho a Lionel Messi por declarações sobre corrupção
Boca Juniors empresta um dos principais jogadores do elenco

Atual campeão, ainda invicto e algoz do Cruzeiro, o River Plate, que fez valer o mando de campo para conquistar a Recopa Sul-Americana em cima do Athletico Paranaense, não receberá outro brasileiro em seu estádio.

A LDU, que costuma se valer da altitude da cidade de Quito para tirar proveito de alguma vantagem (assim conquistou dois títulos internacionais contra o Fluminense), também não terá um adversário brasuca pelo caminho.

O Boca Juniors, com 100% de aproveitamento na tão mítica e temida La Bombonera, é mais um que não irá encarar um brasileiro em seu estádio.

O mesmo acontece com o Cerro Porteño, que venceu todos os seus jogos na La Olla Azulgrana, incluindo uma goleada sobre o Atlético Mineiro (4 x 1).

Isto porque os quatro brasileiros farão dois confrontos entre si nas quartas de final e os vencedores se pegarão em uma das semifinais. O que restar será um dos finalistas desta edição do torneio continental, que pela primeira vez terá sua decisão de título em jogo único em campo neutro, neste caso no Chile. Como não há mais representantes chilenos na briga, o clube do Brasil que chegar à final terá feito mais dois jogos fora de casa, porém ambos em solo nacional.