COMPARTILHAR
Foto: Lucas Uebel

Terceiro goleiro do Grêmio, Bruno Grassi está animado para esse começo de temporada. Sem muitas chances em 2017, quando disputou apenas cinco confrontos, o arqueiro optou por voltar mais cedo das férias e trabalhar com o time de transição que vai iniciar a disputa co Campeonato Gaúcho.

Leia Mais: Goleiro da Universidad de Chile manda recado: “Vamos lutar pelo título da Libertadores”
Outro volante do Grêmio estaria sendo monitorado pelo Barcelona

“Me coloquei à disposição porque via que era uma oportunidade. A gente tem que ser realista. Para mim, tem sido mais difícil ter oportunidade de estar jogando, pela demanda de goleiros do Grêmio. Minha expectativa é fazer um ótimo Gauchão, pelo trabalho que está sendo feito. Quanto tu jogas, tu te sentes útil. Essa é minha principal motivação”, afirma.

Questionado pela torcida por conta de suas falhas quando atua, Bruno se defende e diz que goleiro precisa de sequência para ficar em alto nível.

“Sempre depois dos jogos eu vejo e repenso os lances. Teve jogos em 2017 que não fui bem, poderia estar melhor. Não vejo a temporada passada como um ano ruim. Atuei em cinco partidas. Goleiro precisa ter sequência. Ajuda, facilita, é um outro nível de atuação. Depois de cinco ou seis meses sem jogar, pude fazer boas intervenções contra o Atlético-MG. Foi um ano muito bom, porque meu nome está na história do clube também. O grupo é agregador. Nós todos nos valorizamos como iguais”, destaca.

Empolgado pela chance que vai receber da comissão técnica, o goleiro também deixou claro que, caso pinte uma boa proposta, ele pode deixar o clube.

Atual campeão da América, o Grêmio estreia no Campeonato Gaúcho dia 17 de janeiro, contra o São Luiz, em Ijuí.