Gustavo Alfaro chegou ao Boca Juniors no fim de 2018 e tem a missão de reanimar o elenco Xeneize, que ficou muito abalado após a fatídica derrota na final da Libertadores para o River Plate.

Leia Mais: Ex-goleiro da seleção mexicana é condenado a 75 anos de prisão
Cecilio Domínguez se torna a maior contratação da história do Independiente

Com a pressão de conseguir bons resultados, subir na tabela da Superliga Argentina e recuperar as estrelas, o treinador mira seu alvo em Carlitos Tevez. O Apache ficou no banco de reservas com Schelotto e busca reencontrar seu espaço na equipe.

Atualmente com a camisa 32, o atacante recebeu um voto de confiança do treinador e ganhou o número 10, que estava com Edwin Cardona, mas o colombiano deixou o clube e o caminho ficou livre para Tevez.

Esta será a segunda vez que o jogador utiliza o número. Em 2015, quando retornou ao Boca Juniors, Carlitos foi presenteado com a 10, mas não rendeu o esperado. Apesar do título argentino, o jogador viveu altos e baixos e deixou o clube um ano depois para jogar na China.