SHARE
Guaraní-River-Plate-Libertadores-Futebol-Latino-04-07
Foto: Arte Futebol Latino

No Defensores del Chaco, o River Plate não tomou conhecimento do Guaraní e venceu o rival por 2 a 0. O resultado confirmou a boa fase do time argentino nos duelos como visitante na Libertadores, já que ele venceu os quatro que disputou até o momento.

No duelo da volta, o River pode perder até por um gol de diferença que avança. Já o Guaraní precisa derrotar o gigante argentino por três gols no Monumental de Núñez.

Leia Mais: Após flagras, todo time do River Plate será submetido ao exame antidoping
Presidente do Guaraní ataca River Plate durante coletiva de imprensa

O jogo

O começo do jogo mostrou um River Plate disposto no campo de ataque ao explorar as jogadas em velocidade pelas laterais. Em uma dessas descidas, Martínez cruzou para Scocco, que não conseguiu dominar a bola na grande área e a defesa afastou o perigo.

Na casa dos 17 minutos o grito de gol ficou preso na garganta do torcedor argentino. Rojas recebeu na esquerda e cruzou na medida para Lucas Alario, que triscou de cabeça e tirou tinta da trave.

A primeira chance do Guaraní saiu após chutão da defesa, quando Epifanio García ganhou do zagueiro e encheu o pé, mas Batalla defendeu e a bola foi para escanteio. Na cobrança, a zaga argentina afastou mal e Palau pegou de primeira e assustou o goleiro.

Um pouco melhor em campo, o River Plate abriu o placar em cobrança de falta. O estreante Ignacio Scocco chutou forte, a bola desviou na barreira e morreu na rede do Guranaí, 1 a 0.

Após o tento argentino, alguns refletores do Defensores Del Chaco se apagaram e o jogo ficou parado por 11 minutos.
Assim que a partida reiniciou, o Guaraní voltou com muita disposição e pressionou nos minutos finais. Em cruzamento da direita, García ganhou de Pinola e tirou tinta da trave de Batalla.

Segundo Tempo

A etapa final começou como encerrou a primeira, com as duas equipes disputando todas as bolas no meio de campo com muita raça, lances típicos de Libertadores da América.

Aos 20 minutos o Guaraní conseguiu criar a primeira chance através da troca de passes. Novamente a bola sobrou limpa na grande área para García, que bateu forte e Batalla executou um milagre ao defender com o pé.

A resposta do River veio em rápido contra-ataque iniciado com Fernández, que tocou para Larrondo, que deixou Moreira em ótima posição para o chute, porém o lateral-direito mandou a bola nas arquibancadas do Defensores del Chaco.

Inconformado com a desvantagem, o técnico Daniel Garneiro mexeu no time e colocou pressão no River. Em dois cruzamentos na sequência, o time paraguaio quase abriu o placar.

O golpe final do River Plate veio aos 42 minutos. Martínez cobrou falta com estilo e Larrondo cabeceou para o fundo das redes, 2 a 0.