Foto: Mariana Bazo/Reuters

*Por Mônica Alvernaz

Após nova suspensão, que estendeu o prazo para retorno aos gramados para abril de 2019, o atacante Paolo Guerrero pode viver nova reviravolta em seu caso.

Leia mais: Foto divulgada de Carlos Bilardo causa revolta na Argentina
Primeiro jogador convocado por Osorio é anunciado de maneira curiosa

Isso porque, de acordo com seu advogado, Julio García, uma nova tentativa de suspensão do efeito sobre o atleta peruano pode autorizar que ele retorne na próxima semana às atividades profissionais.

García explicou os últimos passos no caso Guerrero, que envolveram visita ao hotel que Guerrero estava hospedado na época do doping. “Estamos buscando dizer ao TAS que foram usadas provas falsas como base. Porque as informações concedidas pelo hotel tiveram um alto impacto nas decisões tomadas”.

O advogado do atacante peruano, falou sobre a expectativa de um posicionamento nos próximos dias. “Estamos esperando uma resposta do Tribunal Federal Suíço porque fizemos novamente uma solicitação de medida cautelar, há quase dez dias. Eles deveriam se pronunciar entre segunda e quarta da próxima semana”.

Apesar da esperança de ver Guerrero liberado para retomar aos gramados nos próximos dias, o advogado do atacante destaca que esta não é a última tentativa que será feita. “Caso não seja aceita a medida solicitada, poderíamos solicitar novamente até o dia 16 de outubro, porque isto é totalmente injusto”.

O caso

Após ser pego no doping, Paolo Guerrero sofreu punição de 14 meses longe dos gramados. O atacante peruano ainda conseguiu liminar para disputar a Copa do Mundo por seu país. No entanto, esta foi invalidada depois do Mundial e, desde então, o atacante segue tentando uma medida que o permita retoma aos gramados antes de abril de 2019, prazo em que a punição termina.