Foto: Divulgação

Após perder algumas peças importantes, como, por exemplo, Maximiliano Meza, Leandro Fernández e Emmanuel Gigliotti, o Independiente deu um tiro certeiro no mercado de transferências e acertou a chegada de Cecilio Dominguez, que estava no América, do México.

Leia Mais: Zagueiro Javier López na mira de gigante sul-americano
Marcelo Gallardo revela desejo de treinar a seleção da Argentina

Como se não bastasse a vinda de um jogador de peso, o centroavante se tornou a contratação mais cara da história do time argentino. A princípio, o Rojo vai desembolsar US$ 6 mihões por 70%. O restante do passe será adquirido nos próximos dois anos, no valor de US$ 2,5 milhões.

A vinda do atacante serve para acalmar o torcedor, que cobrava duramente a diretoria e principalmente o técnico Ariel Holan, que antes era unanimidade, mas hoje em dia convive com críticas da hinchada.

Vitória nos Bastidores

Ídolo do Cerro Porteño, Cecilio Dominguez era cobiçado pelo time paraguaio, porém, a diretoria do Rojo agiu rápido e conseguiu fechar com o América e depois com o atacante.

O Independiente de Cecilio Dominguez está na sétima colocação da Superliga Argentina, com 23 pontos e volta a campo no dia 27 de janeiro, diante do Talleres, em Avellaneda.