COMPARTILHAR
Foto: Reprodução/Futebol Portenho

José Luis Chilavert é um símbolo do futebol sul-americano e marcou época no gol do Paraguai, no qual participou de duas Copas do Mundo e ajudou a Albirroja a se transformar em uma das forças do continente.

Leia Mais: Sem acordo com Boca, Gallese surpreende com declaração: “Tenho a cabeça no Veracruz”
Polêmico como sempre, Ibrahimovic dispara: “Sou maior que toda a MLS”

Repleto de histórias ao longo da carreira, nesta semana, Nelson Cuevas, seu ex-parceiro de seleção paraguaia, compareceu a um programa de TV e revelou uma desavença entre o arqueiro e o técnico Cesare Maldini, minutos antes do Paraguai encarar a Eslovênia na Copa 2002.

O jogo era o último na fase de grupos e o Paraguai precisava da vitória para continuar no torneio. Chateado com a fraca atuação no Mundial, o comandante foi duro com os jogadores.

“Paraguaios, vocês têm uma mentalidade pequena, não pensam na vitória. Vocês precisam ser como Alessandro Nesta, Paolo Maldini..Não vamos vencer a Eslovênia. Não tem como”, disparou o técnico.

Inconformado com a declaração, Chilavert respondeu: “Mister, desculpe, você está faltando com o respeito. Eu tenho companheiros que estão aqui há anos, como Arce, Cardozo, Ayala. A sua avaliação sobre nós é no mínimo equivocada”, retrucou.

Assim que ouviu Chilavert, Maldini se retirou do vestiário e deixou os jogadores sozinhos. O capitão chamou os companheiros e resolver mudar a tática imposta pelo treinador e demonstrou confiança na classificação.

No fim, o Paraguai derrotou a Eslovênia por 3 a 1 e avançou para o mata-mata da Copa do Mundo.