SHARE
Foto: Internet

Depois de Argentina e Peru, Chile e Equador é certamente o confronto mais dramático da 17ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. No estádio Nacional de Santiago, duas seleções que começaram o Qualificatório na parte de cima, lutam desesperadamente para chegar a rodada derradeira com chances de ir à Rússia.

Leia Mais: Argentina e seu caldeirão duelam contra a esperança peruana
Tentando “aprontar” de novo, Venezuela recebe o Uruguai

Atual bicampeão da Copa América, o Chile passou momentos complicados ao longo da competição. Se no começo o time estava encaixado com Jorge Sampaoli, ele desajustou no comando de Juan Antonio Pizzi e os tropeços diante do Paraguai e Bolívia custaram caro a equipe.

No momento, o sexto lugar é angustiante com quem pensou grande e sonhou em se tornar a principal seleção da América com os títulos recentes. Diante deste cenário quase catastrófico, a torcida chilena se apega a dupla Alexis Sánchez e Arturo Vidal para chegar viva no duelo contra o Brasil, no Allianz Parque.

No começo das Eliminatórias o Equador foi a grande surpresa. Uma seleção desacreditada, mas que encaixou no estilo de jogo proposto por Gustavo Quinteiros e engatou uma grande sequência de vitórias.

Com o passar do tempo algumas peças deixaram de funcionar e o embalo equatoriano ficou pelo caminho. Agora, com apenas duas rodadas pela frente, o Equador precisa vencer os dois confrontos e torcer por uma combinação de resultados para chegar à Rússia.