COMPARTILHAR
Estádio-Monumental-U-Peru-Futebol-Latino-04-08
Foto: Agencia Andina

Em decisão polêmica, a Conmebol decidiu no começo do ano que entre 2019 e 2022, a final da Libertadores será realizada em partida única, o que desagradou e agradou muita gente que adora a competição mais importante de clubes da América do Sul.

Leia Mais: Ceará pode ter desfalque importante contra o São Paulo
Léo Pelé espera que elenco do Bahia faça uma “reflexão” antes de encarar o Santos

Diante deste cenário, inúmeras cidades se candidataram para receber o duelo e de acordo com o site Goal.com, a cidade de Lima, capital do Peru, é a principal favorita para ganhar o direito de sediar o confronto.

Além da questão logística e turística, a capital peruana tem dois estádios com a capacidade de receber o evento: O Monumental, que tem capacidade para 80 mil pessoas e o Nacional, com 45 mil lugares.

Caso a Conmebol opte por não escolher Lima, Rio de Janeiro, Montevidéu e Buenos Aires correm por fora. No Brasil, o Maracanã é a cidade que ainda está no páreo, já que Belo Horizonte está descartada pela entidade.

Apesar do favoritismo peruano, o presidente da Associação Uruguaia de Futebol, Wilmar Valdéz, declarou em entrevista à rádio Sport 890, que o Brasil seria o favorito, pois sediou a Copa 2014 e ainda mantém a estrutura exigida pela Conmebol.

O martelo será batido nos próximos dias, quando os principais dirigentes da entidade máxima do futebol sul-americano, se encontram com parceiros e patrocinadores para definir o local.