clima-e-uma-das-causas-apontadas-em-acidente-envolvendo-emiliano-sala-Futebol-Latino-25-02
Foto: Getty Images

Em comunicado emitido pela Agência de Investigação de Acidentes Aéreos (AAIB) da Grã-Bretanha emitido nessa segunda-feira (25), informações sobre o clima na região de Guernsey surgem como uma das causas prováveis para o trágico fato que matou o ex-jogador argentino Emiliano Sala além do piloto do avião, David Ibbotson.

Leia mais: Atacante do Boca cospe em torcedor do Defensa y Justicia
Confira a escala de arbitragem para os jogos da Sul-Americana

Isso porque, se inicialmente nada havia sido abordado em relação a problemas climáticos, o comunicado em questão fala em uma frente fria se movimentando para a região do acidente e até mesmo a incidência de chuvas:

“O Departamento Meterológico de Jersey emitiu um prognóstico de tempo às 15h02 (hora local) em 21 de janeiro de 2019, válido para o período compreendido entre às 16 h e às 22 h. Esse prognóstico mostrou uma frente fria que se movia desde o noroeste e se previu que provocaria chuvas na região noroeste durante a noite (…) Às 20h20, Guernsey reportou chuvas rápidas e poucas nuvens a mil pés de altura.”

Todavia, a conclusão que foi repassada ao grande público ainda é em caráter preliminar. Tanto é que o inspetor geral da AAIB, Geraint Herbert, prefere não dar um tom mais incisivo as primeiras informações existentes:

“A Agência de Investigação de Acidentes Aéreos vai analisar as evidências que tem e tentar construir um cenário do que aconteceu entre o último contato de radar que tivemos com o avião e quando foi para o fundo do mar para tentar determinar porque o acidente aconteceu.”