COMPARTILHAR
Colo-Colo-Corinthians-Copa-Libertadores-Futebol-Latino-1-08-09
Foto: Sebastián Órdenes/Colo-Colo

Pode não ter sido uma grande abertura de vantagem, mas o Colo-Colo conseguiu cumprir seu papel diante do Corinthians no Monumental de Santiago nas oitavas de final da Copa Libertadores. Jogando em casa, os chilenos saíram de campo com a vitória por 1 a 0, gol de Carlos Carmona.

Leia mais: Racing e River Plate agitam a noite da Libertadores em Avellaneda
Surpresa x Tradição: Atlético Tucumán recebe a visita do Atlético Nacional

O jogo

Mesmo jogando fora de casa, o Corinthians esteve desde o início privilegiado em relação a posse de bola, ficando com ela mais tempo do que o Colo-Colo e, com isso, evitando que seu adversário fizesse uma pressão sufocante o suficiente para inflamar ainda mais a torcida.

A equipe brasileira conseguiu manter a partida mais “morna” até por volta dos 25 minutos, momento esse onde os chilenos foram achando as melhores combinações e efetivamente passaram a assustar a defesa corintiana.

Aos 27, uma tabela bem tramada no ataque só não levou mais perigo a meta de Cássio pois, no chute de Carlos Carmona, o lateral-esquerdo Danilo Avelar conseguiu travar bem a finalização. Porém, tanto em chute de Esteban Paredes como na grande oportunidade do zagueiro Matías Zaldívia, o camisa 12 do Timão precisou operar fundamentalmente para manter o zero no marcador até então.

De tanto tentar, o bloqueio defensivo do Corinthians acabou sendo furado por Carmona. Após cruzamento do lateral Óscar Opazo e chute de Lucas Barrios defendido por Cássio, o camisa 8 do Colo-Colo fuzilou e fez estremecer o Monumental em Santiago.

Segundo tempo

A partida voltou basicamente com o mesmo panorama de volume superior dos chilenos enquanto a equipe paulista mostrava clara dificuldade em articular jogadas ofensivas.

Porém, ela ficaria bem mais complicada no sentido numérico aos oito minutos quando o volante Gabriel fez falta mais pesada em Carlos Carmona e, já tendo cartão, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Diante desse cenário, o Timão concentrou suas forças em recompôr o sistema defensivo e garantir que a derrota não se tornasse mais numerosa para manter mais vivas as possibilidades de classificação.

Todavia, o volume de jogo imposto pelo Cacique, mesmo não sendo dos mais intensos, o controle do marcador em 1 a 0 não era nada fácil e o goleiro Cássio trabalhava constantemente. Com o adendo de que as maiores chances de aumentar a dianteira no jogo por parte do Colo-Colo saíram já depois dos 40 minutos.

Enquanto Jaime Valdés errou a finalização frente a frente co Cássio, Barrios concluiu levantamento de Damián Pérez e exigiu uma defesa espetacular do goleiro brasileiro, garantindo o término do embate em 1 a 0 para o time da casa.