Argentinos-Juniors-Colon-Copa-Sul-Americana-Futebol-Latino-1-18-07
Foto: AFP

Com ampla dose de emoção e um resultado invertido do primeiro confronto na cidade de Santa Fe no tempo normal, a vaga na próxima fase da Copa Sul-Americana no duelo entre Argentinos Juniors e Colón ficou com os Sabaleros. Agora, o time dirigido por Pablo Lavallén terá pelo caminho Sporting Cristal ou Zulia.

Leia mais: Goleiro do Chile fala pela primeira vez sobre ameaças de morte após queda na Copa América
Lembra dele? Frickson Erazo acumula um ano sem jogar em time sul-americano

Primeiro tempo

Sendo quem mais precisava do resultado positivo, o time de Santa Fe tinha sérias dificuldades para conectar as jogadas de ataque, principalmente, pela pressão aplicada no meio-campo dos anfitriões.

Por sua vez, o Bicho não era dominante ao ponto de conseguir impor seu estilo de jogo e até mesmo o mando de campo, fazendo com que a partida se tornasse mais disputada fisicamente do que tecnicamente.

O lance mais perigoso da etapa inicial surgiu quando, em contra-ataque que surgiu na base muito mais da insistência do que puramente em movimentação ágil e sincronizada dos donos da casa, Santiago Silva dividiu bem na altura da meia-lua e, depois de perder ângulo, “El Tanque” tocou para trás onde Raúl Bobadilla bateu de pé esquerdo para boa intervenção de Leonardo Burián.

Segundo tempo

Se faltou momentos mais agudos para os Sabaleros na etapa inicial, logo aos seis minutos pós-intervalo o lateral-direito Alex Vigo evitou a saída de bola e conseguiu cruzamento forte, na medida para Nicolás Leguizamón bater de primeira e fazer balançar o travessão de Lucas Chaves.

Como o duelo seguia em boa parte na mesma batida de disputa intensa, mas de pouca criatividade, foi usando a finalização de longa distância que o clube de La Paternal conseguiu ameaçar a meta visitante. Aos 16, Victorio Ramis teve liberdade e, percebendo o espaço, bateu com muita força e viu a bola fazer curva sinuosa para ir também no travessão, dessa vez de Burián.

A partida ficou um pouco mais agitada e, aos 25, o Colón chegou ao tento que lhe bastava para “voltar” a eliminatória. Em cobrança de escanteio feita por Marcelo Estigarribia, Matías Fritzler desviou na primeira trave e Cristian Bernardi, chegando livre e de frente pra meta adversária, testasse firme para balançar as redes.

O tento fez um bem notório a equipe de Santa Fe tanto em relação a questão moral como técnica, tendo mais a posse de bola e atitude para buscar o segundo tento do que, necessariamente, ter motivado o Bicho a jogar de maneira mais ofensiva. Apesar disso, a eliminatória ainda precisava ser decidida nas penalidades.

Cobrança de pênaltis

Tamanha era a dificuldade de por a bola pra dentro que, nas quatro primeiras batidas, a bola teimou em ir fora do alvo por parte dos anfitriões e Chaves fez duas intervenções para evitar as conversões dos Sabaleros. Depois disso, acertos e erros vieram de maneira rigorosamente igual até Emanuel Olivera converter e o jovem lateral-esquerdo Enzo Ybañez parar em Burián.