COMPARTILHAR
Foto: Luber Sánchez

*Por Mônica Alvernaz

O início do ano começou tumultuado no Blooming. Passando por uma delicada situação financeira, os jogadores da equipe boliviana chegaram a entrar em greve por falta de pagamento.

Leia mais: Nelsinho Baptista: “Estou satisfeito com o grupo que tenho em mãos”
Vitória intensifica os trabalhos de olho na Copa do Nordeste

Com o início do Apertura se iniciando, a diretoria do Blooming se reuniu para chegar a um acordo com os jogadores, para que, assim, a pré-temporada tivesse início na Bolívia.

A diretoria do Blooming se comprometeu a pagar todas as dívidas até o final de fevereiro. Atualmente, estão atrasados os pagamentos referente aos meses de outubro, novembro e dezembro.

Após reunião, Juan Jordán, presidente da equipe boliviana, falou sobre acordo. “Chegamos a um acordo, eles estão no direito esperando que sejam pagas as dívidas que vinham desde antes do campeonato, para que se inicie a pré-temporada”.

O presidente do Blooming ainda garantiu o prazo em que o pagamento será feito. “Existe um compromisso da diretoria para que o pagamento seja feito em até 45 dias. Mas estaremos em dia com tudo até o final de janeiro”.

A programação é que na próxima sexta (19) seja pago o saldo referente ao último ano e até o dia 10 de fevereiro, os salários de janeiro e fevereiro sejam quitados.

Pela parte dos jogadores, a tranquilidade parece ter imperado sobre o tema. O atacante Leonardo Vaca falou sobre a situação. “Esperamos que seja assim, estamos mais tranquilos porque nos deram um prazo”.

Após acordo, a pré-temporada do Blooming foi confirmada para começar no próximo domingo (14). As atividades se iniciam uma semana antes do início do Apertura, que está marcado para o dia 21 de janeiro.

 

COMPARTILHAR
A redação do site pioneiro em informações detalhadas a respeito do futebol na América Latina trabalha sempre para unir qualidade e dinamismo a um conceito moderno de jornalismo esportivo.