Foto: AFP

No encerramento da terceira rodada do hexagonal do Sul-Americano, a Argentina não tomou conhecimento da Venezuela e venceu por 3 a 0. Destaque para Adolfo Gaich, que marcou os três gols do confronto. O resultado deixou a Albiceleste na vice-liderança, com seis pontos. A Vinotinto é a quarta, com quatro pontos.

Leia Mais: Mauricio Pochettino entra na mira de outro clube da Premier League
Sul-Americano: Equador, no último minuto, arranca vitória sobre a Colômbia

Na próxima rodada, a Argentina faz o clássico da rodada, diante do Brasil. Enquanto isso, a Venezuela mede forças com a Colômbia. Os dois jogos acontecem no domingo.

O duelo

Com uma postura ofensiva, a Argentina chamou a responsabilidade desde os primeiros minutos e tomou conta do meio-campo. De maneira inteligente, a Albiceleste cadenciava o duelo e chegava com perigo. Logo aos 5 minutos, De La Vega aproveitou a sobra da zaga e carimbou o travessão.

Tímida na hora de atacar, a Venezuela parecia sentir o peso do jogo e pouco criava. A única oportunidade veio em bola roubada no meio de campo, que chegou nos pés de Sosa. O camisa 10 limpou a marcação e bateu forte. A bola passou perto do gol defendido por Ruffo.

Nos minutos finais, ainda deu tempo da Argentina chegar mais uma vez com Pedro De La Veja. O camisa 5 recebeu na intermediária e deu trabalho ao goleiro.

No segundo tempo não teve jeito. A estrela de Adolfo Gaich brilhou e o atacante começou a escrever seu nome na partida. Logo aos 14 minutos, o artilheiro dividiu uma bola com o zagueiro no alto e soltou a bomba. O goleiro foi mal na bola e aceitou a finalização.

Superior ao rival, a possibilidade de ampliar o marcador parecia questão de tempo e a Argentina não perdoou. Em duas oportunidades, Gaich decretou o triunfo Albiceleste. Na primeira, ele aproveitou o cruzamento de La Veja e cabeceou no contrapé de Olses. Na segunda, ele foi lançado na grande área e bateu na saída do camisa 1.