COMPARTILHAR

Buscando recuperar-se na classificação do Grupo 1, Monagas e Defensor enfrentaram-se na noite desta quarta-feira, no estádio Monumental de Maturín. Com o resultado de 1 a 0, os venezuelanos chegaram aos 3 pontos somados, porém ainda ocupando a lanterna, enquanto os uruguaios mantiveram os mesmo número de pontos, 5, estacionando na terceira colocação.

Leia Mais: Atlético Tucumán vence o The Strongest por 3 a 0

O jogo

Usando o fator casa como aliado, a equipe do Monagas não queria saber de deixar o Defensor impor seu jogo. Com isso, logo nos primeiros dez minutos, os venezuelanos partiram pra cima do adversário, buscando finalizações com Jhonder Cádiz e Óscar Gonzáles, porém sem sucesso.

Com o decorrer do tempo, o confronto passou a ficar mais equilibrado. No entanto, mesmo com o Monagas tendo um pouco mais da posse de bola, ambas as equipes passaram a buscar jogadas aéreas, dando trabalho aos respectivos sistemas defensivos.

Até o restante do primeiro tempo, os uruguaios chegaram a crescer um pouco na partida. Buscando algumas finalizações com Matías Cabrera, Germán Rivero, Facundo Castro e Ayrton Cougo, no entanto, em nenhuma oferecendo perigo real ao goleiro Pedro Caraballo, o confronto acabou sendo marcado pelo excesso de faltas, principalmente pelos venezuelanos que tiveram dois de seus jogadores amarelados.

Na volta para a etapa final, ambos os times voltaram com a mesma formação. E assim como foi nos primeiros minutos de jogo, o Monagas tratou de ir pra cima do Defensor, conseguindo impor seu jogo sobre o adversário e tirando o zero do placar com Lucas Trejo, de cabeça: 1 a 0.

Vendo a desvantagem no marcador, os visitantes apostaram nas substituições para tentar reverter o prejuízo. Mesmo com as entradas de Juan Boselli e Emiliano Gómez, apesar de uma melhora em campo arriscando mais no gol de Pedro Caballero, os donos da casa conseguiam segurar-se do jeito que podiam em seu campo defensivo.

O tempo foi passando, e o jogo permanecia com o mesmo panorama até meados dos 35 minutos. Nem mesmo as alterações feitas por ambos os lados, fez com que o duelo ganhasse em emoção, dando uma certa tranquilidade ao time do Monagas que permanecia à frente, mas conseguindo chegar com perigo em algumas descidas ao ataque.

Com a proximidade do fim do confronto, o Defensor passou a tentar dominar as ações em campo, com o Monagas buscando apenas emplacar algum contra-ataque que pudesse definir o placar. Entretanto as chegadas por parte dos visitantes não surtiam efeito, já que o arqueiro Pedro Caraballo mantinha-se atento até os acréscimos, dando a deixa para o árbitro apitar pela última vez no Monumental de Maturin.