COMPARTILHAR
comeca-a-semana-de-um-importante-superclassico-na-argentina-Futebol-Latino-12-03
Foto: Divulgação/AFA

Apesar de existirem muitos clubes que formam rivalidades ferrenhas dentro da Argentina, aquela que salta aos olhos principalmente do restante da América do Sul e até mesmo do restante do mundo é o embate entre Boca Juniors e River Plate.

Leia mais: Técnico do Emelec cobra intensidade da equipe independente do resultado
Grupo do Grêmio movimentado e estreias na terça-feira de Libertadores

Dessa vez, ambos entrarão em campo para disputar a Supercopa Argentina, torneio que coloca frente a frente os campeões do campeonato argentino (vencido pelo Boca na última temporada) e da Copa Argentina onde o Millonario foi o vencedor em decisão diante do Atlético Tucumán.

O jogo, aliás, tem uma estatística curiosa que marca a trajetória histórica de duas equipes com tantos títulos em suas galerias. Isso porque tanto o Xeneize como o River jamais conseguiram esse troféu em especial, tendo perdido as duas decisões que ambos estiveram presentes.

Aqueles que pensam que somente o clube do técnico Marcelo Gallardo vem pressionado para a decisão devido os resultados e desempenhos recentes muito se enganam.

Isso porque, já nessa segunda-feira (12), parte de torcedores do Boca deixaram um “recado” aos atletas mesmo com a equipe sendo líder da Superliga Argentina tendo oito pontos de dianteira para o vice-líder Talleres.

No muro onde fica o CT do Boca, haviam duas faixas penduradas com os seguintes dizeres: “No dia 14 com a (camiseta) do Boca: Matar ou morrer” e “Jogadores, CT (corpo técnico), dirigentes e torcedores unidos contra todos”.

A partida está agendada para a próxima quarta-feira (14) às 21h45 para o estádio Malvinas Argentinas na cidade de Mendoza, região próxima a Cordilheira dos Andes. Ao contrário do que comumente ocorre em Superclássicos dentro de Buenos Aires, haverá a presença das duas torcidas.