COMPARTILHAR
como-vem-a-alajuelense-para-o-amistoso-diante-do-palmeiras-Futebol-Latino-07-07
Foto: Divulgação/Alajuelense

Tendo bastante expectativa para enfrentar o clube que os próprios costarriquenhos creditaram como “O maior vencedor do país”, a equipe da Alajuelense encara o jogo amistoso diante do Palmeiras que vai acontecer no próximo domingo (8) como um ótimo teste de pré-temporada.

Leia mais: Podendo deixar a Lazio, Maurício não descarta volta ao Brasil
Assistente de Sampaoli deixa a seleção e acerta com clube argentino

Pegando por base o último semestre, a Liga (outra maneira de chamar o time radicado na cidade de Alajuela, situada na região metropolitana da capital do país, San José) conseguiu se sair muito bem apesar da ausência de conquistas.

No principal torneio mais recente, o Clausura costarriquenho, o time conduzido pelo faro artilheiro do hondurenho Roger Rojas e de Jonathan McDonald conseguiu chegar no quadrangular final brigando pelo título até o fim, mas acabou com o vice-campeonato nos critérios de desempate contra o Saprissa.

Pensando em 2018/2019, três jogadores do elenco não estarão a disposição do técnico Luis Arnáez: O goleiro Patrick Pemberton e os atacantes Abdiel Arroyo (representaram as seleções de Costa Rica e Panamá na Copa do Mundo e terão folga até o dia 10 de julho) e Jonathan Moya, com uma inflamação no joelho, tem previsão de recuperação em duas semanas.

Além das festividades que geram uma partida desse calibre, quem também será exaltado no jogo marcado para o estádio Nacional de San José às 14 h é o capitão da Costa Rica no último Mundial, Bryan Ruíz.

Tanto pelos seus serviços com a camisa dos Ticos (a Copa de 2018 deve ser a última que contará com a participação de Bryan) como também pelo fato de que o atleta em questão jogou entre 2003 e 2006 com a camisa da Alajuelense.