Foto: Reprodução/Globoesporte.com

*Por Juliano Rangel

Um verdadeiro celeiro de jovens promessas do futebol brasileiro, a Copa São Paulo de Futebol Júnior também reúne clubes de todos os estados do Brasil. Assim como, se você usar o código bônus bet365, a promessa é de reunir as melhores chances de lucrar se divertindo.

Leia mais: Federação peruana divulga mudanças para campeonato deste ano
Alexis Sánchez volta a sentir lesão em jogo do Manchester United

Mas você sabia que a competição já contou com clubes estrangeiros convidados, dentre eles alguns clubes latinos?

O Futebol Latino preparou uma lista completa para você relembrar e conhecer as campanhas destas equipes.

PROVIDENCIA

Primeira equipe estrangeira do torneio, o Providencia, do México, disputou a edição de 1980. A equipe jogou apenas as três partidas da primeira fase no grupo D, que ainda contava com o Internacional, o Santos e o Marília.

Na primeira partida, o clube mexicano foi goleado pelo Marília, por 5 a 1. Na segunda partida, nova derrota para o Internacional, por 1 a 0. No terceiro jogo, mais um revés, desta vez para o Santos pelo placar de 2 a 0.

VÉLEZ SARSFIELD

Participante da edição de 1981, no Grupo 1, a equipe argentina teve como adversários a Portuguesa, o Internacional e o Botafogo de Ribeirão Preto. No primeiro jogo, empate em 0 a 0 com o Internacional. Na segunda partida, derrota para a Portuguesa, por 2 a 1. No terceiro jogo, empate por 1 a 1 com o Botafogo.

Retornando na edição de 1982, a equipe ficou no grupo 2 com o Matsubara, o Palmeiras e o Guarani. Derrota por 2 a 1 no primeiro jogo para o Palmeiras, revés para o Guarani por 5 a 3 na segunda partida, e empate em 1 a 1 com o Guarani.

LEONES NEGROS

Primeira equipe latina a vencer um jogo na competição, a equipe participou da edição de 1988, no grupo E, juntamente com São Paulo, Bahia e XV de Jaú. Vitória no primeiro jogo, por 1 a 0, diante do São Paulo. Derrota por 2 a 0 na segunda partida para o Bahia, e outro revés, desta vez para o XV de Jaú, por 3 a 1.

BOCA JUNIORS

Participante da edição de 1993, no grupo E, o clube argentino teve como adversários o Vasco, a Portuguesa e o Juventus. Derrota por 2 a 0 para o clube carioca na primeira partida; novo revés diante da Portuguesa, por 1 a 0; e derrota com goleada, por 4 a 0, para o Juventus.

PEÑAROL

Também disputando a edição de 1993, no grupo G, o Peñarol teve como rivais o Botafogo, o Corinthians e o São Caetano. Derrota, por 2 a 0, para o São Caetano no primeiro jogo; empate em 1 a 1 com o Botafogo; e revés para o Corinthians por 2 a 1.

CERRO PORTEÑO

Integrante da edição de 1994, o Cerro Porteño participou do grupo A, com o Londrina, o São Paulo e o Volta Redonda. Goleado no primeiro jogo para o São Paulo, por 4 a 0; novo revés para o Londrina por 3 a 1; e vitória sobre o Volta Redonda por 2 a 1.

Retornando na edição de 1997, novamente no grupo A, a equipe teve como rivais o América Mineiro, o Corinthians e o Botafogo da Paraíba.  Empate no primeiro jogo em 1 a 1 com o Botafogo; goleada para o América por 4 a 0; e empate em 0 a 0 com o Corinthians.

PÉROLAS NEGRAS

A equipe haitiana participou da edição de 2016, no grupo 28, juntamente com o Juventus, o América Mineiro e o São Caetano. Derrota por 2 a 1 para o Juventus no primeiro jogo e novos revés para o América e São Caetano por 2 a 1 e 2 a 0, respectivamente.

Na edição de 2017, a equipe jogou no Grupo 24, com Goiás, Nacional-SP e o Cori-Sabbá. Derrota no primeiro jogo por 4 a 0 para o Goiás; novo revés para o Cori-Sabbá por 1 a 0; e vitória sobre o Nacional por 2 a 0.