Foto: Reprodução Youtube

A quatro dias da Copa América, o Futebol Latino dá continuidade ao especial dos grandes jogadores que desfilaram seu talento pela competição. Nesta segunda-feira, os homenageados são os tradicionais camisas 10, que de acordo com muitos especialistas, estão em processo de extinção com o futebol moderno.

Leia Mais: Cerro Porteño tem duas novidades para o segundo semestre
Canadá estreia na Copa do Mundo Feminina vencendo Camarões

Confira a lista abaixo:

Maradona

Maior nome da história do futebol argentino, Diego Armando Maradona disputou a Copa América de 1989 com a camisa 10 da albiceleste. O título não veio, mas Díos foi importante na campanha que levou a Argentina até a fase semifinal.

Messi

Assim como Maradona, Lionel Messi também não faturou a Copa América. Nas duas últimas edições, ‘La Pulga’ foi importante nas campanhas que terminaram com o vice-campeonato. Destaque para a sua participação de 2015, quando foi muito bem ao longo do torneio e acertou o único pênalti na decisão contra o Chile.

Aristizábal

Artilheiro nato, Víctor Aristizábal foi símbolo de uma geração colombiana que marcou época do início da década de 90 até o início dos anos 2000. Na edição de 2001 da Copa América fez parte do elenco cafetero e ajudou o seu país a ficar com o inédito título continental.

Para entender um pouco mais a sua participação no título, Ari saiu como o artilheiro do torneio, com seis gols marcados.

Forlán

Eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010, Diego Forlán teve o seu momento de consagração na Copa América do ano seguinte. Ao lado de Luis Suárez, o camisa 10 comandou a Celeste em solo argentino e marcou dois gols na grande final contra o Paraguai.

Alex

Em 2004, o Brasil foi até o Peru com uma seleção B para jogar a Copa América. Sem a ‘responsabilidade’ da briga pelo título, a equipe de Carlos Alberto Parreira ganhou corpo ao longo do torneio e contou com o talento de Alex. O jogador que brilhava com a camisa do Cruzeiro, foi o capitão daquela equipe e levantou a taça após uma épica vitória contra a Argentina.

Jorge Valdivia

Talvez o personagem mais polêmico da lista seja Jorge Valdivia. Com uma personalidade forte e polêmica fora das quatro linhas, o camisa 10 participou dos seis jogos do Chile no título de 2015, que foi um marco na história do futebol local.