Mesmo sem estar no banco de reservas do River Plate e acompanhar a virada da equipe contra o Grêmio na Arena pela Libertadores, Marcelo Gallardo foi alvo de elogios por parte do assistente do Millonario, Matías Biscay.

Leia mais: Pratto solta palavrão sobre chance de River x Boca na final da Libertadores
Sul-Americana: Santa Fe leva a melhor no duelo colombiano contra o Deportivo Cali

Logo depois do apito final decretado por Andrés Cunha, o então comandante do clube argentino não poupou elogios ao Muñeco e também a postura apresentada pelos jogadores Riveristas mesmo nos momentos de maior dificuldade:

“São coisas do futebol, no pior momento deles eles fizeram um gol em nós. Mas os rapazes sempre pensaram na virada, entraram no vestiário convencidos. Ainda mais com Gallardo os convencendo, não tinha como escapar. O que fizeram os jogadores foi impressionante. Desde o primeiro tempo fomos muito superiores.”

Tendo chegado a sexta final de sua história na competição continental, o River Plate espera Palmeiras ou Boca Juniors, equipes que jogam nessa quarta-feira (31) no Allianz Parque para definir o outro ocupante da decisão. No primeiro jogo, em La Bombonera, o Boca venceu por 2 a 0.