COMPARTILHAR
Foto: AFP

*Por Mônica Alvernaz

Que a rivalidade entre as equipes move o futebol, não é novidade. Umas maiores, outras menores, o papel do rival na manutenção deste esporte que embala milhões de apaixonados por todo mundo é fundamental.

Leia mais: Cruzeiro tenta liberação de Arrascaeta para final da Copa do Brasil
Atacante do River Plate faz campanha por Marcelo Gallardo na seleção da Colômbia

Uma dos mais famosos embates do futebol mundial, os jogos que envolvem Brasil e Argentina são sempre recheados de expectativa e tensão. Isto é válido não apenas para as partidas envolvendo as seleções de cada país, mas até mesmo em jogos disputados nas competições Sul-Americanas.

Como é o caso da Libertadores, onde, mais uma vez a rivalidade será colocada a prova entre as equipes desses dois países. Os duelos da semifinal colocarão de frente a rivalidade entre Brasil e Argentina. Em uma, Boca Juniors e Palmeiras. Na outra, River Plate e Grêmio.

Os confrontos, que por si só carregariam muita ansiedade e nervosismo, recebem uma pitada a mais de tensão por representarem mais uma página do histórico entre os países vizinhos.

Ao analisar os números de jogos entre equipes brasileiras e argentinas na maior competição da América do Sul, a notícia é melhor para o hermanos. Quando o assunto é mata mata, os clubes argentinos triunfaram em 28 oportunidades, contra 25 das equipes brasileiras.

O mesmo vale para os jogos que valeram o título da Libertadores. De 14 decisões entre Brasil e Argentina, por 9 vezes o caneco foi para o país vizinho, enquanto os brasileiros soltaram o grito de campeão em 5 oportunidades.

As semifinais formadas são uma das mais fortes dos últimos anos da Libertadores. Para comprovar o peso das equipes sobreviventes, os quatro somam 13 títulos na maior competição Sul-Americana.

A análise dos números do retrospecto entre os embates dos últimos anos entre Brasil e Argentina, só fazem crescer a expectativa pelos jogos que definirão os grandes finalistas da Libertadores 2018.

Enquanto os dias dos confrontos não chegam, resta aos torcedores seguirem o fluxo normal de brincadeiras e gozações. Apenas no dia 31 deste mês, data do último confronto da semifinal, que será possível saber quem dará um passo a mais na grande rivalidade entre os dois países.

COMPARTILHAR
A redação do site pioneiro em informações detalhadas a respeito do futebol na América Latina trabalha sempre para unir qualidade e dinamismo a um conceito moderno de jornalismo esportivo.