*Por Mônica Alvernaz

Faltando poucos dias para o primeiro duelo entre Cruzeiro e Corinthians, pela grande decisão da Copa do Brasil, a equipe mineira vive uma situação delicada com Arrascaeta.

Leia mais: Atacante do River Plate faz campanha por Marcelo Gallardo na seleção da Colômbia
Lesionado, Farfán desfalca Peru em amistosos nos EUA

Convocado para defender o Uruguai nos amistosos agendados para este mês, o jogador ficaria de fora das duas partidas da final da Copa do Brasil.

Em entrevista à rádio Itatiaia, o diretor de futebol do clube mineiro, Marcelo Dijan, confessou que não perdeu as esperanças de contar com o jogador na decisão da competição nacional.

“O Arrascaeta entrou em contato com o auxiliar técnico, é a pessoa que eles têm o contato direto, o caminho com o treinador. Ele entrou em contato com o Godin, que é o capitão, lá existe esse respeito de falar com o capitão até mesmo quando é um pedido assim, de deixar de defender a equipe do país”.

Apesar disso, até o momento, as notícias não são favoráveis ao Cruzeiro. “Eles tentaram, conversaram com o treinador, mas a princípio não foi atendido esse pedido”.

Mesmo com as primeiras notícias diferentes do que se esperava, Dijan deixou claro que não desistirá até a data da partida diante do Corinthians. “Estamos ainda procurando conversar, acho que precisamos ser otimistas até a última hora. Mas está sendo muito difícil, em função de ser uma data Fifa e o Uruguai não ter obrigação nenhuma de liberar. Realmente, a CBF acabou marcando a final de um campeonato importante em uma data Fifa”.

Esta não é a primeira vez na competição que times brasileiros passam por este problema. Nas semifinais, Tite optou por não convocar os jogadores envolvidos nos jogos, afim de não prejudicar as equipes na competição.

O primeiro confronto entre Cruzeiro e Corinthians acontecerá no Mineirão, na próxima quarta-feira às 21h45.