COMPARTILHAR
Independiente-del-Valle-Banfield-Pré-Libertadores-Futebol-Latino-06-02
Foto: Arte Futebol Latino

Apesar de sofrer bastante nos minutos finais, o Banfield segue vivo buscando uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores 2018. Diante do Independiente del Valle no Olímpico Atahualpa, o time de Buenos Aires acreditou até o fim e conseguiu um “raçudo” e valioso empate por 2 a 2.

Leia mais: Guaraní massacra Carabobo e avança na Libertadores
Enfrentando quase 3 mil Km, Sport duela contra o Santos-AP na Copa do Brasil

Tendo já uma vantagem inicial, o del Valle preferiu o controle da posse em grande parte do primeiro tempo e priorizar com que os argentinos se preocupassem muito mais em correr atrás dos donos da casa do que em criar alternativas de gol.

Pressionando também a saída de bola visitante, o Banfield não conseguia montar uma troca de passes com mais espaço, fruto da dedicação tática dos equatorianos.

Situação essa que propiciou como maior perigo de gol para o Independiente quando Maximilano Barreiro, aos 18 minutos, se livrou da marcação e tocou de bico de chuteira, fazendo o arqueiro Iván Arboleda se esticar todo e “torcer” para a bola sair.

No entanto, os anfitriões não contavam que, aos 23 minutos, a bola parada do experiente meia argentino Jesús Dátolo faria a diferença. Em cobrança de falta, o camisa 10 do Taladro soltou uma bomba que estufou a rede de Hamilton Piedra e deixou a eliminatória favorável aos visitantes.

O gol complicou a situação do Independiente del Valle, mas por pouco tempo. Aos 28, uma troca rápida de passes no ataque resultou em um cruzamento de primeira feita pelo ala Luia Ayala  nos pés de Barreiro. O atacante, sem dar tempo de reação, tocou de chapa e venceu Arboleda.

O início do tempo complementar mostrou um Banfield muito mais ativo do que nos primeiros 45 minutos, tendo mais atitude na busca pela bola e visivelmente se preocupando menos com o desgaste da altitude de 2,8 mil metros existente em Quito.

Isso, automaticamente, criou mais espaços no sistema defensivo do Taladro, algo que se tornou mortal aos 20 minutos. Depois de arrancada em velocidade de Maximiliano Barreiro, o atacante deu um passe preciso para Billy Arce, entrando livre na área do Banfield, tocar de chapa e fazer 2 a 1 para os equatorianos.

Depois de dois lances com Michael Estrada e Barreiro tendo chances de “liquidar” a situação, porém não aproveitando, os argentinos foram para a pressão na base do desespero. Ainda houve tempo para Estrada perder outras duas grandes oportunidades para os anfitriões antes do que parecia improvável acontecer.

Após a bola espirrada na grande área, aos 45 minutos, Mauricio Sperdutti chutou forte e balançou as redes para delírio do torcedor argentino presente no Atahualpa. Depois disso, a tensão mudou de lado e só se dissipou com o apito final de Éber Aquino que consagrou a heroica classificação do Banfield.