Independiente-del-Valle-Independiente-Copa-Sul-Americana-Futebol-Latino-1-13-08
Foto: AFP

Seja Corinthians ou Fluminense o time classificado para a semifinal da Copa Sul-Americana no duelo brasileiro, já se sabe que o oponente na fase em questão será o Independiente del Valle. Precisando de um triunfo simples contra o Independiente jogando no Equador, foi exatamente isso que o clube de Sangolquí conseguiu batendo os argentinos por 1 a 0.

Leia mais: Confira os duelos das quartas de final da Copa Bicentenario, no Peru
Revelação de clube sul-americano é negociado com time francês

Primeiro tempo

Quem tinha mais iniciativa de trabalhar a posse de bola e buscar o domínio do jogo eram os mandantes, ainda mais pelo fato de precisarem da vitória para avançar. Entretanto, quem demonstrava até relativa facilidade para ultrapassar a linha defensiva adversária, principalmente quando acelerava a troca de passes, era o Rojo.

No trabalho de movimentação no ataque sempre com o suporte do meia Francisco Pizzini, a equipe argentina infiltrava bem pelos lados de campo e só não conseguia levar mais perigo porque, na hora de finalizar, constantemente a defesa equatoriana conseguia fazer o corte ou o bloqueio para evitar maiores problemas ao arqueiro Jorge Pinos.

Já na parte final desse período, mais precisamente após aos 35 minutos, o time de Sangolquí teve mais capacidade de envolver a marcação do time visitante e criou o lance mais perigoso da etapa inicial.

Aos 39 minutos, em cobrança de escanteio, Martín Campaña fez incrível defesa na cabeçada de Alan Franco em seu canto esquerdo rasteiro. No rebote, Cristian Pellerano tentou marcar e, mesmo caído, o arqueiro uruguaio ainda conseguiu a intervenção e evitou gol quase que certo do Independiente del Valle.

Segundo tempo

A volta do intervalo demonstrou com mais clareza que o objetivo dos argentinos era, definitivamente, aguardar as investidas do time do Equador e sair somente com boas possibilidades de espaço na defesa adversária.

Com isso, a pressão aliada a natural queda do nível físico por parte dos comandados de Sebastián Beccacece em muito pela altitude da cidade de Quito ia fazendo a IDV ficar cada vez mais “em cima” do time de Avellaneda.

Ao passo que, mesmo tendo espaço para criar, o time da casa esbarrava no congestionado setor defensivo do Independiente e deixava cada vez mais ansioso tanto os mandantes como a torcida no estádio Atahualpa. Foi nessa batida, aliás, que Franco teve uma oportunidade clara de marcar recebendo passe na marca do pênalti onde, na batida, Campaña foi obrigado a praticar uma linda intervenção no canto direito.

E, na base da absoluta insistência, Sánchez partiu em velocidade de maneira semelhante ao que fez na primeira etapa pra cima da marcação de Figal e, tocando em diagonal, Nieto aproveitou e bateu de pé esquerdo para vencer Campaña marcando o único tento da noite.