Se normalmente conseguir uma vitória como visitante na Copa Sul-Americana, dessa vez o Atlético-PR fez, diante do Caracas no triunfo por 2 a 0, o que historicamente ocorre quando clubes do Brasil atuam diante dos Demonios Rojos em solo venezuelano.

Leia mais: Adversário do Fluminense já teve CT “atacado” com itens de Magia Negra
Técnico do Boca Juniors não classifica a expulsão de Dedé injusta

Já haviam ocorrido antes do embate diante do Furacão outras nove partidas envolvendo sete clubes diferentes: Botafogo, Cruzeiro, São Paulo, Santos, Grêmio, Flamengo e Fluminense.

Nessa sequência, foram cinco derrotas, três empates e apenas um triunfo dos donos da casa que aconteceu em 2013 pela Libertadores diante do Tricolor Gaúcho.

Na oportunidade, em duelo ainda pela fase de grupos da Liberta no Grupo 8, Angelo Peña e Edder Farías marcaram os tentos do Caracas enquanto Elano diminuiu a desvantagem para os brasileiros. Ceferino Bencomo era o técnico do time da Venezuela e Vanderlei Luxemburgo dirigia o Grêmio.