SHARE

O mês de setembro começou desastroso para o torcedor do River Plate já que, com a derrota por 3 a 0 para o Jorge Wilstermann, o time de Marcelo Gallardo “perigava” ser eliminado da Copa Libertadores enquanto seu arquirrival, o Boca Juniors, alimentava ótimas expectativas para defender seu atual título argentino.

Leia mais: Ex-Grêmio é contratado como reforço para o ataque na Turquia
Técnico do Chivas pede que ajuda a vítimas do terremoto seja constante

No entanto, seguindo a boa e velha máxima do “Nada como um dia após o outro”, nesse 28 de setembro o torcedor do clube Millonario comemora o seu dia estando na semifinal do torneio continental depois de um placar avassalador de 8 a 0 conseguido na última semana e com a feliz coincidência para os fanáticos de Núñez de ser um dia após a eliminação do Boca Juniors por 1 a 0 na Copa Argentina para o Rosario Central.

A comemoração para homenagear o torcedor do River Plate foi criada pelos próprios “hinchas” em 2003 como uma forma de homenagear a mesma data do nascimento de Angel Labruna, um dos maiores ídolos da história do clube e o maior goleador de todos os tempos do River, tendo assinalado 317 tentos com a camisa da equipe de Buenos Aires.

A idolatria por Labruna é tamanha pelos seus vários recordes com a equipe que o ex-jogador falecido em 1983 possui uma estátua em sua homenagem do lado de fora do Estádio Monumental de Núñez.

SHARE