SHARE
(Foto: Reprodução Internet)

*Por Rodrigo Sturaro

O atacante Diego Milito, também chamado de “O Príncipe”, encerrou sua carreira neste último sábado (12) em partida organizada pelo Racing, clube do seu coração e equipe que defendeu antes da decisão de pendurar as chuteiras.

Leia mais: Estados Unidos terá desfalque importante contra a Costa Rica
Jogadores da Colômbia falam da expectativa para jogo com a Argentina

O estádio Juan Domingo Perón, em Avellaneda, recebeu cerca de 30 mil torcedores que foram reverenciar o último ato de Milito, que teve uma passagem brilhante pelo futebol italiano, onde defendeu Genoa e Inter de Milão, e também no futebol espanhol com a camisa do Zaragoza.

Ídolo indiscutível da torcida do Racing, o atacante foi ovacionado durante todo encontro, que contou com as presenças de vários ex-colegas de equipe, incluindo o goleiro italiano Francesco Toldo, o argentino Javier Zanetti e os colombianos Alexander Viveros e Ivan Cordoba. Além deles, outra figura importante estava na partida. Trata-se de Leandro, filho de Milito e que atua nas categorias de base do Racing.

Milito, que teve uma das ruas que cercam o estádio em Avellaneda batizado com seu nome, disputou 633 partidas em toda sua carreira. No total, foram 255 gols, oito títulos conquistados e duas premiações individuais.

Confira os números da carreira do atacante argentino:

Racing Club – 218 jogos e 59 gols
Inter de Milão – 171 jogos e 75 gols
Genoa – 94 jogos e 60 gols
Zaragoza – 125 jogos e 57 gols
Argentina – 25 jogos e 4 gols