SHARE
(Foto: MEXSPORT)

*Por Rodrigo Sturaro

América e Tigres ficaram no empate em 1 a 1, no Estádio Azteca, pelo primeiro jogo da final da Liga MX. Os gols da partida foram marcados por Gignac, para os visitantes, e Valdéz para a equipe da Cidade do México.

Leia mais: Rival do Atlético-PR na Libertadores, Millonarios anuncia reforço para o ataque
Simeone: “Vai ser difícil encontrar uma equipe melhor que o Atlético no meu futuro”

A partida foi marcada por muitas polêmicas com a arbitragem cometendo erros comprometedores. O América teve um pênalti inexistente marcado ao seu favor, que foi desperdiçado por Peralta, enquanto o Tigres reclama a não marcação de um pênalti ao seu favor.

Jogando em casa, o América dominou grande parte do jogo se aproveitando da velocidade de Michael Arroyo e Renato Ibarra. A arma do Tigres era somente o contragolpe, mas a preocupação defensiva de Damm e Aquino tiravam a velocidade na resposta da equipe do técnico Tuca Ferretti.

Aos 27 minutos do primeiro tempo, o árbitro Paulo Delgadillo marcou pênalti inexistente de Dueñas em Peralta. O próprio atacante do América foi para a cobrança, mas a bola explodiu no travessão. A resposta do Tigres veio aos 44, quando Gignac fez uma grande jogada e bateu na saída de Muñoz para abrir o placar no Azteca.

O gol de empate do América veio somente aos 22 da etapa final, quando Váldez arriscou de fora da área e deixou tudo igual no marcador. Seis minutos depois, Gignac disputou uma bola na área com Valdez e o zagueiro do América atingiu o francês. Os jogadores do Tigres pediram pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir, revoltando o técnico Tuca Ferretti.

O jogo de volta das finais da Liga MX está marcado para o próximo domingo (23), às 21h30 (de Brasília), no Estádio Universitário, na cidade de Monterrey.