COMPARTILHE
apos-termino-da-primeira-fase-na-liga-mx-raul-ruidiaz-decide-seu-futuro-Futebol-Latino-08-05
Foto: Divulgação/Liga MX

*Por Juliano Rangel – Colaborador do Futebol Latino

Na próxima sexta-feira tem o início o Campeonato Mexicano, mais precisamente o Torneio Apertura. Os 18 clubes que estarão na competição estão se reforçando com nomes muito conhecidos no cenário internacional e alguns destaques são os famosos “homens do ataque”.

Leia Mais: Participações x Títulos: Os números das principais competições latinas
Equipes da segunda divisão do Peru buscam reforços “Série A”

A disputa pela artilharia, que já era intensa, com jogadores do nível de Gignac, Oribe Peralta, Alan Pulido, Mauro Boselli e Raúl Ruídiaz, nesta temporada ganhou o reforço de atacantes do futebol sul-americano, como por exemplo, Felipe Mora, Milton Caraglio, Gustavo Bou, Álvaro Ramos e Enner Valencia.

O Futebol Latino fez uma análise, com alguns números, destes dez jogadores que iniciam a competição com credenciais de que podem brigar pela artilharia do torneio.

RAÚL RUÍDIAZ

Abrindo a lista, aparece o peruano e artilheiro do último Torneio Clausura pela equipe do Monarcas Morelia, Raúl Ruídiaz. O número de gols do atacante de 26 anos, em sua primeira temporada no México, foram seus melhores, desde 2013 quando ainda atuava pelo Universitário de Lima.

O atacante também teve uma parcela importante na permanência do clube na Liga MX, ao garantir, nos acréscimos, a vitória do Morelia sobre o Monterrey, por 2 a 1, no Estádio BBVA Bancomer, em Guadalupe.

Na seleção peruana, Ruídiaz já jogou 23 jogos, entre duas eliminatórias, duas Copas América e seis amistosos, tendo anotado apenas três gols. Pouco badalado, ele pode ser um dos artilheiros desta edição do Torneio Clausura.

ALÁN PULIDO

Um dos destaques do título do Chivas Guadalajara no último Torneio Clausura, Alán Pulido, de 26 anos, deixou sua marca nos dois jogos da final contra a equipe do Tigres.

Tendo começa na base do Tigres, o ano de 2014 foi o melhor no quesito gols para o atacante, que marcou em 14 oportunidades. Depois de jogar no futebol de Grécia, no Levadiakos e Olympiakos, o atacante retornou a futebol mexicano, para equipe de Guadalajara, onde voltou a marcar.

As atuações da última temporada também fizeram Pulido chegar à seleção mexicana, pela primeira vez, que está participando da Copa Ouro, nos Estados Unidos. Assim como Ruídiaz, o atacante chega sem fazer barulho, mas pode brigar pela artilharia do torneio.

MAURO BOSELLI

Um dos mais experientes atacantes que atuam no futebol mexicano, Mauro Boselli chega ao seu quinto ano no comando de ataque do Léon, com números que comprovam o seu faro de gol.

Desde que chegou ao clube, na temporada 2013/2014, os números do argentino aumentaram e só caíram na última temporada. Aos 32 anos, o desempenho do atacante, quando o assunto é gols, impressiona.

Diferentemente de Ruídiaz e Pulido, que são vistos como apostas para artilharia, Boselli entram no campeonato como um dos grandes candidatos a goleador do Apertura.

ORIBE PERALTA

Atacante que recentemente disputou a Copa das Confederações, na Rússia, com a seleção mexicano, Oribe Peralta deve ser uma dos atacantes da equipe na Copa do Mundo de 2018.

Um dos fatores que comprovam isso são os gols. O atacante de 33 anos, que atua no América desde a temporada 2014/2015, tem números de um verdadeiro homem-gol desde os tempos de Santos Laguna.

Pela seleção mexicana os números também são muitos favoráveis ao atacante que em 72 jogos, já marcou 36 gols. Com todos esses indicadores, Peralta deve novamente, brigar pela artilharia desse torneio mexicano.

ANDRÉ-PIERRE GIGNAC

Uma daquelas contratações bem estilo Football Manager, André-Pierre Gignac, chegou ao Tigres na temporada 2015/2016 com status de matador, o que em campo foi logo comprovado.

Pela equipe mexicana, logo na primeira temporada marcou 28 gols, o maior número de tentos feitos em sua carreira. Na mesma época foi artilheiro do Torneio Clausura, com 13 gols.

Na seleção francesa, Gignac já atuou em 36 partidos e deixou sua marca em sete oportunidades. O atacante que é um dos pilares do Tigres, terá nesta temporada a ajuda de Enner Valencia e Eduardo Vargas para buscar a artilharia do Apertura.

Novatos pedem passagem

FELIPE MORA

A principal contratação do Cruz Azul para o Torneio Clausura, Felipe Mora chegou com um bom retrospecto após atuar no futebol chileno por sete anos. A última temporada foi a melhor do atacante que terá o uruguaio Cauteruccio como concorrente no ataque da equipe mexicana.

Com 23 anos, Mora que foi revelado pelo Audax Italiano, teve nas duas últimas temporadas suas melhores médias de gols, principalmente em seu último clube, a Universidad de Chile. Veja os números das últimas seis temporadas do jogador.

Nas seleções chilenas de base, o atacante disputou o sul-americano e o mundial sub-20, em 2013, onde marcou um gol em cada competição. Neste ano, foi convocado pela primeira vez para a seleção principal e é uma das apostas de renovação da equipe após a Copa do Mundo de 2018.

MILTON CARAGLIO

O futebol mexicano não é novidade para Milton Caraglio, que trocou o Tijuana pelo Atlas. O atacante vem para ser um dos destaques da equipe e também busca chegar à marcada de dois dígitos, o que não acontece desde os tempo de Rangers, no Chie, quando marcou 16 gols.

Embora não tenha se destacado com muitos gols, Caraglio costuma deixar sua marca em jogos cruciais, e, aos 28 anos, mostra que tem muita a oferecer para o Atlas.

Caraglio nunca foi convocado para seleção argentina, mas teve em várias oportunidades seu nome ligado a negociações com clubes brasileiros, o último foi o São Paulo.

ÁLVARO RAMOS

Mais uma das promessas chilenas, Álvaro Ramos foi contratado pelo Léon após nove anos atuando no futebol do seu país, onde jogou em quatro equipes e teve maior destaque pelo Deportes Iquique, seu último clube.

Álvaro chega para fazer dupla com Mauro Boselli e até brigar pela artilharia do Apertura. Com 25 anos, o jogador vem em uma franca evolução no quesito gols a quatro temporadas.

O atacante que tem passagens pela seleção de base do Chile foi convocado para seleção principal, pela primeira vez, neste ano, para um torneio amistoso na China.

ENNER VALENCIA

Um dos nomes mais conhecidos da geração equatoriana, que chegou a liderar as eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2018, Enner Valencia retorna ao futebol mexicano, depois de três anos para forma dupla com Gignac, no Tigres.

Diferente dos outros atacantes desta lista, aos 27 anos, Valencia tem um currículo mais modesto quando o assunto é gols, mas o Torneio Apertura pode ser a oportunidade para o desenvolvimento deste quesito por parte do equatoriano.

Pela seleção nacional, Valencia tem números melhores, se levarmos em conta o retrospecto desde as equipes base. São 40 jogos, tendo marcado em 20 oportunidades, o que deixa claro que o atacante será figura garantida na Copa de 2018, caso o Equador se classifique.

GUSTAVO BOU

Com a promessa de ser um dos destaques do Tijuana, que investiu alto para esse Torneio Apertura, Gustavo Bou chega em alta, com um retrospecto semelhante ao bom ano de 2014, que ele teve no Racing.

Aos 27 anos, o atacante substituirá o também argentino, Milton Caraglio, que foi para o Atlas, após ter marcado 10 gols no último Campeonato Argentino.

Artilheiro da Copa Libertadores de 2015, com oito gols, Bou também já jogou no River Plate e no Racing formou a dupla de ataque campeã do Campeonato Argentino de 2014.