Foto: FVF

O técnico Rafael Dudamel pediu e o governo da Venezuela aceitou. Nesta quarta-feira, a equipe do presidente Nicolás Maduro declarou que irá pagar a passagem aérea dos jogadores da Vinotinto que atuam no futebol europeu para a disputa dos jogos contra Colômbia e Argentina, válidos pelas Eliminatórias da América do Sul.

Leia Mais: Rómulo Otero espera por reação da Venezuela na Copa América
Sorteio da Copa Sul-Americana define os primeiros encontros do torneio continental

No começo da semana, Dudamel usou a imprensa para pedir ajuda, já que a Federação Venezuela de Futebol vive um momento financeiro muito complicado. O comandante usou a campanha na Copa América para convencer o governo.

“A Venezuela tem jogadores que atuam na Europa e eles se entregaram demais neste novo trabalho com a seleção. O desempenho na Copa América foi exemplar e todos puderam ver o carinho e a vontade em defender nosso país. O governo poderia nos ajudar a solucionar essa questão e espero que paguem as passagens até Barranquilla, para o jogo contra a Colômbia, no começo de setembro”, disse o treinador.

Após o apelo, o diretor de finanças da FVF conversou com o jornal Panorama da Venezuela e confirmou a noticia que Rafael Dudamel tanto queria.

“O Presidente e o Ministro dos Esportes conseguiram a verba para o voo dos atletas que jogam na Europa para defender o nosso país nas Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia de 2018”.

Com isso, Rafael Dudamel terá elenco completo e confiante para tentar se recuperar na classificação, já que a Venezuela está na 10ª colocação, com apenas 1 ponto ganho.